A 33 dias de sua realização, distribuição do Miss Universo 2016 para fora das Filipinas permanece uma incógnita


Emissoras já estão no desespero, inclusive a Band

Da redação TV em Análise

ABS=CBN/Divulgação/23.12.2016


Os que esperavam da Band uma mega campanha para promover a candidatura da baiana Raíssa Santana, 21, ao título de Miss Universo 2016, podem começar a preparar os lenços e o ambiente de luto: a exatos 33 dias da realização do concurso, nenhuma palavra foi dita na imprensa acerca de sua distribuição internacional. Antes nas mãos da Alfred Haber, a distribuição do concurso para fora das Filipinas, país sede do evento, ainda está em um impasse envolvendo a empresa Solar Entertainment, dona desses direitos para as emissoras locais, e a WME/IMG, que em tese deveria estar tocando as negociações com redes abertas e empacotadoras de TV paga no mercado externo. Deveria.
A celeridade com a qual a Solar acertou os contratos de transmissão com as três principais redes abertas das Filipinas – ABS-CBN, GMA Network e TV5 – impressionou até mesmo o mais otimista dos analistas de vendas de direitos internacionais de eventos não esportivos. Na prática, a Band está presa a um contrato anterior assinado com a Miss Universe Organization e a Alfred Haber, em 2010, que assegurava a exibição em TV aberta do Miss Universo no Brasil. Este é o último ano do atual acordo. No próximo, o contrato da parceria com a Polishop já não preverá essa possibilidade. É aí que as cobras criadas da Rede Globo e da IMG devem entrar em ação.
Nos Estados Unidos, a FOX ficará responsável por sua exibição, encaixada no horário nobre local. É essa exibição que deverá servir de parâmetro para o horário do Miss Universo 2016 em Pasay – 8h da manhã do dia 30 de janeiro de 2017 ou 19h do dia 29 de janeiro de 2017 (22h pelo horário brasileiro de verão). É nessa faixa que a Band pretende trabalhar a exibição ao vivo e exclusiva do concurso. A TNT, que tem os direitos de TV paga do concurso, optou por priorizar a transmissão da 22ª edição do SAG Awards, premiação do sindicato americano de atores, ao qual o apresentador do certame, Steve Harvey, certamente é filiado. Basta perguntar a 100 mil atores em todos os Estados Unidos da América do Norte e aos diretores do SAG-AFTRA, que na certa eles tem a ficha de Harvey, também membro do sindicato dos roteiristas, o WGA..
Se nas Filipinas e nos Estados Unidos está tudo resolvido quanto aos direitos de transmissão do Miss Universo 2016, o mesmo não se deve dizer de outros mercados internacionais nos quais o concurso vai passar. Na Ásia, exceto Filipinas, Oceania, e parte da Europa, os direitos pan regionais de TV paga pertencem à FOX. Na América Latina, à TNT. O grande gargalo da WME/IMG é encontrar compradores para o certame na África, parte da Europa e da América Latina (excetuando-se Brasil, Colômbia, Venezuela, que há estão bem resolvidos). Em Porto Rico, os torcedores de Brenda Jiménez vão assistir ao concurso na afiliada liocal da FOX e na TNT. Mesma coisa vai acontecer em outras dependências e colônias americanas, como Ilhas Virgens Americanas e Guam, com candidatas na disputa. O negócio agora para a equipe de Paula Shugart e Ari Emanuel é fechar a conta de quantos países mesmo vão ver o Miss Universo 2016.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s