TNT frustra missólogos e Miss Universo 2016 irá ao ar gravado na noite de 30 de janeiro, quando vencedora já for conhecida


Band e outras 10 emissoras abertas da América Latina deverão ter a exclusividade de transmitir concurso ao vivo

Da redação TV em Análise

Departamento de Turismo das Filipinas/Divulgação/16.12.2016


Na grade do canal pago TNT desde 2005, o concurso Miss Universo para sua 65ª edição perdeu o status de prioridade para ser evento ao vivo. Prevista para às 22h pelo horário brasileiro de verão, do dia 29 de janeiro de 2017, um domingo, o concurso vai bater de frente com a 22ª edição do Screen Actiors Guild (SAG) Awards, marcado para às 23h. Os dois eventos também irão bater de frente na televisão norte-americana – o Miss Universo na FOX e o SAG Awards na TNT e TBS. Em prejuízo não apenas dos torcedores da candidata brasileira Raússa Santana, 21, mas de outras 23 candidatas nacionais na área de cobertura da TNT América Latina, a emissora decidiu exibir uma gravação do certame às 22h30 da segunda-feira, 30 de janeiro, quando todo mundo já tiver conhecimento de quem venceu a disputa entre 85 candidatas. A estratégia interrompe uma tradição de transmissões ao vivo que a TNT vinha fazendo do concurso nos últimos 11 anos.
Com a decisão da TNT, quem deve sair ganhando serão as redes abertas de, pelo menos, 11 países – Nicarágua (Canal 2), México (Televisa), República Dominicana (Telesistema), Venezuela (Venevisión), Colômbia (RCN), Equador (Ecuacisa), Peru (América Televisión), Brasil (Rede Bandeirantes), Porto Rico (WAPA), Costa Ricda (Teletica) e Panamá (TVN). Essas emissoras terão o direito exclusivo de transmitirem, em suas áreas de cobertura, o concurso Miss Universo 2016, obedecendo a seus respectivos horários locais, na noite do dia 29 de janeiro. A comercialização do certame para esses mercados e para o resto do mundo está sendo feita pela WME/IMG, empresa proprietária do concurso.
No entanto, na prática, redes abertas como a Band, atendendo a suas estratégias desesperadas de audiência, acabarão fazendo o que bem entenderem com o concurso, inclusive colocando-o na madrugada do dia 30 de janeiro, poucas horas após a coroação da sucessora de Pia Wurtzbach, 27, modelo filipina que quase ficou sem a coroa por um erro de orientação do apresentador estreante Steve Harvey, 59, que custou o tricampeonato para a colombiana Ariadna Gutiérrez, 22. Sondagens de sites especializados e até mesmo as avaliações parciais que o TV em Análise Críticas realiza vem apontando um favoritismo de sua sucessora, Andrea Tovar, 23, à classificação entre as 15 semifinalistas ou, na pior das hipóteses, a colocando na linha para o título que roubaram de Ariadna, para raiva e rancor dos colombianos, que entraram 2016 descontando suas iras contra Harvey e Wurtzbach, que devido às hostilidades, decidiu restringir em duas suas viagens à América do Sul. O Brasil também ficou fora do roteiro.

Outro lado

Em sua página oficial no Facebook (apresentada como “canal de TV”), no entanto, a coordenação brasileira do Miss Universo, liderada pela empresa de televendas Polishop, anuncia um evento do Miss Universo 2016 para às 20h do dia 29 de janeiro, para tentar deixar os convidados à espera da transmissão internacional que a Band fizer (e se fizer). Formalmente, a Organização Miss Brasil Universo não emitiu nenhum pronunciamento a respeito até o fechamento desta matéria.
A decisão da TNT de exibir o Miss Universo 2016 gravado frustrou alguns missólogos que esperavam pela transmissão ao vivo – se a TNT levasse a cabo o plano, seria o SAG Awards quem seria prejudicado, passando para às 22h30 do dia 30 de janeiro, na faixa agora reservada ao Miss Universo. As datas, que ainda podem sofrer alteração, ainda constavam do site especial montado pela emissora.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Eventos, Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para TNT frustra missólogos e Miss Universo 2016 irá ao ar gravado na noite de 30 de janeiro, quando vencedora já for conhecida

  1. Pingback: A 33 dias de sua realização, distribuição do Miss Universo 2016 para fora das Filipinas permanece uma incógnita | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: Para tentar alavancar audiência do Miss Universo 2016, Band coloca Raíssa Santana em quadro do Pânico | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: TNT volta atrás e vai transmitir Miss Universo 2016 ao vivo na noite de 29 de janeiro | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s