Grupo de candidatas a Miss Universo 2016 chega a Siargao para reconhecimento da cidade


Ambientalistas do Greenpeace repudiam visita de misses a santuário de tubarões

Da redação TV em Análise

65th Miss Universe/Divulgação


Um grupo de 12 candidatas ao título de Miss Universo 2016 desembarcou no final da tarde da sexta-feira (9), na cidade de Siargao (800km ao sul de Manila), na província de Surigao del Norte, para iniciar as atividades de visitação às 18 cidades que receberão programação do concurso, a ser realizado daqui a 44 dias na Mall of Asia Arena, em Pasay (região metropolitana da capital filipina). A Cidade é um dois oito destinos mais importantes para a prática do surfe, esporte que vai entrar no programa das Olimpíadas de Verão de Tóquio, em 2020.
Estão no grupo as candidatas da Austrália, Cariis Tivel, da China, Zhenying Joyce Li, da Indonésia, Kezia Roslin, do Japão, Sari Nakazawa, da Coreia do Sul, Jenny Kim, da Malásia, Kiran Jassal, de Myanmar, Hete Htet Htun, da Nova Zelândia, Tania Dawson, das Filipinas, Maxine Medina, da Tailândia, Chalita Suansane, dos Estados Unidos, Deshauna Barber, e do Vietnã, Dang Thi Le Hang.
Além de Siargao, o grupo de candidatas visitou também as cidades de Cebu e Manila, onde foram recebidas pelo presidente Rodrigo Duterte, 71, acompanhadas de diretores do Comitê Organizador Filipino (PHC, na sigla em inglês) e da Miss Universe Organization.
Ambientalistas do Greenpeace chamaram de “irresponsável” a visita do grupo de misses a um parque de tubarões marinhos de Oslob (Cebu, 971 km ao sul de Manila). No entanto, a subsecretária de imprensa do Departamento de Turismo das Filipinas (DOT, na sigla em inglês), Kat de Castro, ela mesma defensora da vida marinha, defendeu a visita ao santuário marinho. As candidatas começaram a voltar para seus países nesta sexta-feira (16), para as festividades de Natal e Ano Novo. Outro grupo de candidatas deve desembarcar nas Filipinas a partir do dia 10 de janeiro, para o início da programação oficial, no dia 13. Como neste grupo, as misses serão distribuídas por regiões distintas das Filipinas para os ensaios oficiais de trajes de banho e eventos preliminares.

Departamento de Turismo das Filipinas/Divulgação
Visita de misses a santuário marinho irritou ambientalistas

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cidades, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s