A relação de produtores, produtores executivos e diretores das transmissões oficiais do Miss Universo de 1960 a 2015


Os dados relativos às equipes que trabalharam nas edições de 1961 a 1967 não foram incluídos devido à precariedade das gravações disponíveis no YouTube

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Fotomontagem/TV em Análise Críticas

Existente desde 1952, o concurso de Miss Universo começou a ser televisionado em 1960 pela CBS, a princípio apenas para os Estados Unidos. Com o passar do tempo, outros países, inclusive o Brasil, passaram a comprar da empresa que fazia a geração do concurso, a Tel-Air Services, sediada em Miami, os direitos de retransmissão do concurso. Em 56 anos de finais televisionadas, vários nomes passaram pelos postos mais importantes de produção do certame – produtor, produtor-executivo e diretor de transmissão. A primeira equipe, formada em 1960, tinha o dramaturgo inglês Burt Shevelove (1915-1982) como produtor. Paul Levitan era seu produtor-executivo. A transmissão realizada no Miami Beach Convention Center teve a direção de Vern Diamond, responsável pelas Paradas das Rosas de 1º de janeiro.
Da vitória brasileira de Martha Vasconcelos em Miami Beach até a segunda vez que as Filipinas receberam o Miss Universo, em 1994, Sid Smith, falecido em 12 de fevereiro de 2015, foi um dos mais longevos produtores do concurso. Entre direção, produção e produção executiva, Smith trabalhou para o Miss Universo por 17 anos seguidos, até se aposentar da função. Ficou menos tempo que o agora presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, 70, que tocou a produção executiva do Miss Universo (além de ter sido seu proprietário) de 1997 a 2014. Ficou 18 anos na função.
Inicialmente sozinho como produtor-executivo, Trump foi ganhando a companhia de outros profissionais até que, em 2011, compromissos de trabalho o impediram de estar presente em São Paulo para acompanhar a 60ª edição do Miss Universo. À osacião, a presidenta da Miss Universe Organization, Paula Shugart, chamou de forma emergencial dois produtores executivos, Orly Adelson e Barry Adelman, para tampar o vácuo que Trump deixara momentaneamente. Eles vieram também substituir Philip Gurin, que deixou a função depois de nove anos seguidos da parceria com Trump, a NBC (que já tinha tirado da CBS a geração internacional) e a MUO.
Também integrou a cepa de diretores da transmissão do Miss Universo o diretor vencedor do Primetime Emmy Glenn Weiss, 65, que coordenou as transmissões de 1996 (Las Vegas) a 2001 (Bayamón), 2006 (Los Angeles), 2008 (Nha Trang) e 2009 (Nassau). Exerceu a função por nove vezes, sendo seis delas consecutivas. Além de Paula Shugart, outro ex-presidente da MUO, Harold l. Glasser (1918-2010), exerceu a função de produtor executivo das transmissões oficiais. Ficou nessa função por nove anos consecutivos, de 1976 a 1984. De 1985 a 1988, Glasser se manteve apenas como presidente da Miss Universe Organization até sua venda por parte da Paramount à MSG Entertainment, consumada em 1989. Bob Finkel (1918-2012) dividiu com Glasser a produção executiva do Miss Universo 1976, em Hong Kong, e do Miss Universo 1977, em Santo Domingo, além de ter sido produtor da transmissão. O dançarino Tony Charmoli, 94, exerceu a função de diretor das transmissões do Miss Universo de 1986 (Cidade do Panamá) a 1995 (Windhoek), Ficou exatos dez anos na função. Outro componente da galeria que o Críticas organizou, Michael D. Walker, ficou como produtor-executivo do Miss Universo por menos tempo – de 1991 (Las Vegas) a 1993 (Cidade do México). Abaixo, a lista apurada a partir de vídeos do YouTube e Veoh, além de dados do IMDb

O LISTÃO DOS PRODUTORES DO MISS UNIVERSO
Relação inclui diretor vencedor do Emmy pela transmissão do Tony Award
Ano Produtor Produtor Executivo Diretor
1960 Burt Shevelove Paul Levitan Vern Diamond
1968 Charles E. Andrews Sid Smith
1970 Charles E. Andrews Sid Smith
1971 Charles E. Andrews Sid Smith
1973 Edward Pierce Charles Andrews Sid Smith
1974 Charles Andrews Sid Smith
1975 Charles Raymond Charles Andrews Sid Smith
1976 Bob Finkel Harold l. Glasser
Bob Finkel
Sid Smith
1977 Bob Finkel Harold l. Glasser
Bob Finkel
Sid Smith
1978 Sid Smith Harold l. Glasser Clark Jones
1979 Sid Smith Harold l. Glasser Clark Jones
1980 Sid Smith Harold l. Glasser Clark Jones
1981 Sid Smith Harold l. Glasser Clark Jones
1982 Sid Smith Harold l. Glasser Clark Jones
1983 Sid Smith Harold l. Glasser Clark Jones
1984 Sid Smith Harold l. Glasser Clark Jones
1985 Sid Smith Clark Jones
1986 Sid Smith George Honchar Tony Charmoli
1987 Sid Smith George Honchar Tony Charmoli
1988 Sid Smith George Honchar
John E. Goldhammer
Tony Charmoli
1989 Sid Smith Peter Calabrese Tony Charmoli
1990 Sid Smith Michael Clark Tony Charmoli
1991 Sid Smith Michael D. Walker Tony Charmoli
1992 Sid Smith Michael D. Walker Tony Charmoli
1993 Sid Smith Michael D. Walker Tony Charmoli
1994 Sid Smith Martin Brooks Tony Charmoli
1995 Edd Griles Martin Brooks Tony Charmoli
1996 Edd Griles Martin Brooks Glenn Weiss
1997 Edd Griles Donald J. Trump Glenn Weiss
1998 Donald J. Trump
Susan Winston
Dan Funk
Glenn Weiss
1999 Donald J. Trump
Susan Winston
Dan Funk
Glenn Weiss
2000 Donald J. Trump
Susan Winston
Dan Funk
Glenn Weiss
2001 Donald J. Trump
Stu Schreiberg
Marilyn Seabury
Glenn Weiss
2002 Donald J. Trump
Stu Schreiberg
Marilyn Seabury
Ron de Moraes
2003 Rick Moncada Donald J. Trump
Philip Gurin
Marilyn Seabury
Ron de Moraes
2004 Rick Moncada Donald J. Trump
Philip Gurin
Ron de Moraes
2005 Donald J. Trump
Philip Gurin
Alan Carter
2006 Donald J. Trump
Philip Gurin
Glenn Weiss
2007 Donald J. Trump
Philip Gurin
Alan Carter
2008 Donald J. Trump
Philip Gurin
Glenn Weiss
2009 Donald J. Trump
Philip Gurin
Glenn Weiss
2010 Donald J. Trump
Paula Shugart
Philip Gurin
Alan Carter
2011 Donald J. Trump
Orly Adelson
Barry Adelman
Paula M. Shugart
Ron de Moraes
2012 Donald J. Trump
Orly Adelson
Barry Adelman
Paula M. Shugart
Ron de Moraes
2013 Donald J. Trump
Barry Adelman
Paula M. Shugart
Ron de Moraes
2014 Donald J. Trump
Paula M. Shugart
Steve Mayer
Ron de Moraes
2015 Steve Harvey
Rachel Frimer
Paula M. Shugart
Steve Mayer
Mark Shapiro
Ron de Moraes

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em História, Jóia da coroa, Personalidades, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s