Baguio será a 12ª cidade filipina a receber programação do Miss Universo 2016


Grupo de 30 candidatas será ciceroneado por associação local de hotéis

Da redação TV em Análise

Redjie Melvic Cawis/Baguio Sun Star
Gastos do concurso na região passam dos US$ 300 milhões

A cidade de Baguio (247 km ao norte de Manila), localizada na província de Benguet, será a 12ª a receber atividades do concurso Miss Universo 2016. A confirmação foi feira na quarta-feira (2), em entrevista coletiva convocada pelo gerente geral do Baguio Contry Club e presidente da Associação de Hotéis e Restaurantes de Baguio (HRAB, na sigla em inglês), Anthony de Leon, confirmando declarações prévias da subsecretária de Turismo, Katherine “Kat” de Castro, que apontavam nesse sentido.
Um grupo de 30 candidatas estará na “Capital do Verão” em data ainda a ser decidida, no período entre 13 e 21 de janeiro, para visitar sítios históricos e atrações culturais, entre elas o hotel conhecido como “Cabeça de Leão”, situado na região da Cordilheira. A HRAB conseguiu arrecadar US$ 309 milhões (pouco mais de R$ 1 bilhão) para acolher as candidatas por um dia inteiro de um conjunto de três dias de atividades na região.
De acordo com o presidente da HRAB, o montante arrecadado pelos organizadores do concurso servirá para pagar as despesas de estadia do grupo de candidatas na cidade. O restante das candidatas ao título de Miss Universo 2016 estará distribuído por outras oito cidades filipinas – Boracay, Cagayan de Oro, Cebu, Davao, Iloilo, Palawan, Siargao e Vigan. A hospedagem oficial das 84 candidatas projetadas pela organização ficará na cidade de Parañaque (região metropolitana de Manila, onde se concentrarão as atividades inerentes à final televisionada de daqui a 85 dias, na Mall of Asia Arena, em Pasay). Contando Manila, Parañaque e Pasay, o número de cidades filipinas que as candidatas da 65ª edição do Miss Universo estarão presentes sobe para 12.
De acordo com o Departamento de Turismo das Filipinas (DOT, na sigla em inglês), os gastos totais para a realização do Miss Universo 2016 no país chegam a US$ 11 milhões (R$ 35,59 milhões, em valores atualizados). No entanto, esse valor pode subir com os montantes arrecadados pelas associações regionais da indústria hoteleira de de restaurantes, como a de Baguio, e governos provinciais, que ainda não fecharam suas estimativas. Esta caminha para ser a edição mais cara do Miss Universo de todos os tempos.
De acordo com o comitê organizador, após desembarcarem no aeroporto de Loakan, as candidatas farão um pequeno tour por lugares de Baguio, entre eles a Academia Militar das Filipinas, um evento de aparição para a mídia e participarão de um torneio golfe no BCC (Baguio Country Club), onde farão um pequeno show de moda.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cidades, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s