O ranking detalhado das estreias das 20 novas séries das redes abertas americanas na fall-season 2016


Em telespectadores e na média domiciliar, Bull confirma liderança, mas metas de audiência estabelecidas pela CBS e outras redes deixaram a desejar

Da redação TV em Análise
Com comentários de João Eduardo Lima

Wikimedia Commons/Reprodução
Cuidado, Michael Weatherly: há boi na pista!

O ciclo de estreias das 20 novas séries das cinco principais redes abertas americanas – ABC, CBS, FOX, NBC e The CW – para a fall-season 2016 foi concluído na quinta-feira (27) sem produzir nenhuma estreia acima dos 20 milhões de telespectadores, como tentava se esperar. Bull tentou chegar perto, mas seu piloto levado ao ar em 20 de setembro ficou aquém das metas que a principal rede americana, a CBS, tentava estabelecer para fazer frente a estreias de canais pagos e lançamentos de serviços de streaming. Acabou fazendo água com o resultado de 15,49 milhões de telespectadores. Poderia ter tido um resultado melhor. A falta de séries de altíssima repercussão obrigou as redes a se virarem para tentarem convencer o público das melancias e das bananas que estavam vendendo desde 19 de setembro, data de início formal do ciclo televisivo americano 2016-2017, seguinte à realização do 68º Primetime Emmy, data tomada como referência para a passagem do velho ciclo para o novo ciclo das redes abertas – os canais pagos e o povo do streaming atendem a outro calendário, iniciado em janeiro.

David M. Russell/CBS/Divulgação/20.09.2016

A timidez na audiência verificada não apenas por Bull, mas as outras 19 novas séries das redes abertas, denota um sinal claro de desgaste da sistemática adotada pela TV aberta americana, que só consegue carrear audiência em noite de premiação e de Super Bowl, ante a agressividade dos estratagemas de propaganda dos canais pagos e do streaming. Basta ver casos de estreias de temporadas de produções veteranas, de maior identidade com o público. Elas não são elencadas nesta matéria por uma questão de espaço. Seria muita perda de tempo registrar as audiências das estreias das veteranas. Soaria como uma comparação imbecil, pedestre, infantilóide.
No campo das comédias, Kevin Can Wait, com exibição já assegurada no Brasil pelo canal pago Warner, não se livrou da zica de estrear com um público ínfimo. 11,15 milhões de telespectadores na cifra não dariam para pagar o remunerado que seu ator principal, Kevin James, recebe por episódio. A despeito da bola vazia notada nas duas produções, a CBS concedeu, assim mesmo, temporada completa para as duas produções e também para a regravação de MacGyver, cujos números de estreia não são lá essas coisas. Na média domiciliar, o início de Kevin Can Wait perdeu para o de Designated Survivor (7,1 ante 7,2). No quadro de telespectadores, This is Us ocupa posições distintas – quarto lugar em público e quinto lugar na média domiciliar. Não deu para o atual ciclo produzir um mega hit de impacto cultural avassalador – pia diante de pinto de feira. Sinto muito.
Nos gráficos abaixo, o leitor do TV em Análise Criticas terá uma compreensão exata da tragédia dos números de audiência registrados pelas 20 séries novatas das redes abertas americanas na fall-season 2016. Aos números

RANKING GERAL
O primeiro item para colocação dos programas é o número de telespectadores
Posição Programa/Rede Data Telespec. (milhões) Média/Share (domic.)
1 Bull (CBS) 20/9/2016 15,49 9,7/15
2 Kevin Can Wait (CBS) 19/9/2016 11,15 7,1/11
3 MacGyver (CBS) 23/9/2016 10,90 6,8/13
4 This is Us (NBC) 20/9/2016 9,98 6,5/11
5 Designated Survivor (ABC) 21/9/2016 9,95 7,2/12
6 The Great Indoors (CBS) 27/10/2016 9,25 5,7/9
7 The Good Place (NBC) 19/9/2016 8,06 5,3/9
8 Lethal Weapon (FOX) 21/9/2016 7,80 5,3/9
9 Timeless (NBC) 3/10/2016 7,66 5,0/9
10 Man with a Plan (CBS) 24/10/2016 7,32 4,9/7
11 Speechless (ABC) 21/9/2016 7,29 5,1/9
12 Pure Genius (CBS) 27/10/2016 6,62 4,2/8
13 American Housewife (ABC) 11/10/2016 6,49 4,5/7
14 Son of Zorn (FOX) 11/9/2016 6,04 4,1/7
15 Conviction (ABC) 3/10/2016 5,44 3,7/6
16 Notorious (ABC) 22/9/2016 5,43 4,1/7
17 Pitch (FOX) 22/9/2016 4,28 3,1/5
18 The Exorcist (FOX) 23/9/2016 2,85 1,7/3
19 No Tomorrow (The CW) 4/10/2016 1,59 0,9/1
20 Frequency (The CW) 5/10/2016 1,36 1,0/2
RANKING EM TELESPECTADORES
Posição Programa/Rede Data Telespectadores
(milhões)
1 Bull (CBS) 20/9/2016 15,49
2 Kevin Can Wait (CBS) 19/9/2016 11,15
3 MacGyver (CBS) 23/9/2016 10,90
4 This is Us (NBC) 20/9/2016 9,98
5 Designated Survivor (ABC) 21/9/2016 9,95
6 The Great Indoors (CBS) 27/10/2016 9,25
7 The Good Place (NBC) 19/9/2016 8,06
8 Lethal Weapon (FOX) 21/9/2016 7,80
9 Timeless (NBC) 3/10/2016 7,66
10 Man with a Plan (CBS) 24/10/2016 7,32
11 Speechless (ABC) 21/9/2016 7,29
12 Pure Genius (CBS) 27/10/2016 6,62
13 American Housewife (ABC) 11/10/2016 6,49
14 Son of Zorn (FOX) 11/9/2016 6,04
15 Conviction (ABC) 3/10/2016 5,44
16 Notorious (ABC) 22/9/2016 5,43
17 Pitch (FOX) 22/9/2016 4,28
18 The Exorcist (FOX) 23/9/2016 2,85
19 No Tomorrow (The CW) 4/10/2016 1,59
20 Frequency (The CW) 5/10/2016 1,36
RANKING NA MÉDIA E SHARE DOMICILIAR
Posição Programa/Rede Data Média/Share (domic.)
1 Bull (CBS) 20/9/2016 9,7/15
2 Designated Survivor (ABC) 21/9/2016 7,2/12
3 Kevin Can Wait (CBS) 19/9/2016 7,1/11
4 MacGyver (CBS) 23/9/2016 6,8/13
5 This is Us (NBC) 20/9/2016 6,5/11
6 The Great Indoors (CBS) 27/10/2016 5,7/9
7 The Good Place (NBC) 19/9/2016 5,3/9
Lethal Weapon (FOX) 21/9/2016 5,3/9
9 Speechless (ABC) 21/9/2016 5,1/9
10 Timeless (NBC) 3/10/2016 5,0/9
11 Man with a Plan (CBS) 24/10/2016 4,9/7
13 American Housewife (ABC) 11/10/2016 4,5/7
13 Pure Genius (CBS) 27/10/2016 4,2/8
14 Son of Zorn (FOX) 11/9/2016 4,1/7
Notorious (ABC) 22/9/2016 4,1/7
16 Conviction (ABC) 3/10/2016 3,7/6
17 Pitch (FOX) 22/9/2016 3,1/5
18 The Exorcist (FOX) 23/9/2016 1,7/3
19 Frequency (The CW) 5/10/2016 1,0/2
20 No Tomorrow (The CW) 4/10/2016 0,9/1

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Ibopes da vida, Numb3rs, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s