Para Departamento de Turismo das Filipinas, resta apenas a WME/IMG e a FOX emitirem o press release oficial do concurso Miss Universo 2016


Concurso permanece confirmado para 30 de janeiro, no Mall of Asia Arena, em Pasay

Da redação TV em Análise
Com informações da agência Rappler

Alexa Villano/Rappler/04.10.2016
Kat de Castro (dir.) que convencer Duterte a conversar com Steve Harvey para deixá-lo apresentar certame

Duas diretoras do Departamento de Turismo das Filipinas (DOT, na sigla em inglês) asseguraram que o concurso Miss Universo 2016 será mesmo realizado no dia 30 de janeiro de 2017, em entrevista coletiva realizada na terça-feira (4), na sede do órgão, em Makati (região metropolitana de Manila). Na ocasião, a secretária do DOT, Wanda Teo, e a subsecretária Katherine “Kat” de Castro anunciaram alguns dos planos iniciais para o evento. “Definitivamente, eu gostaria de assegurar a vocês (jornalistas), que o Miss Universo será realizado no dia 30 de janeiro (de 2017)”, disse Wanda. Já Kat de Castro disse aos repórteres que a pasta está planejando o itinerário a ser seguido pelas candidatas nacionais durante a programação do concurso, que deverá começar no dia 13 de janeiro. “Estamos tentando levar as candidatas para o maior número de destinos possível. O centro de tudo será definitivamente a Grande Manila, devido ao fato de a final ser lá”, disse a subsecretária.
De acordo com Kat de Castro, um anúncio formal da WME/IMG, empresa dona do Miss Universo, em conjunto com a rede de televisão aberta americana FOX, deverá ser feito o mais breve possível em conjunto com o DOT, que está dando o apoio governamental ao evento. No entanto, os recursos para a sua organização, estimados em US$ 11 milhões (R$ 35,49 milhões, em valores atualizados) estão sendo bancados por quatro grupos privados – Philippine Airlines, Solar Entertainment, SM Group e Universal Entertainment Corporation.
Algumas das cidades confirmadas para receber a visita das candidatas – 71 já confirmadas até o fechamento desta matéria – são Cebu, Davao, Legazpi (região de Bicol, província de Albay, 484 km a sudoeste de Manila), Palawan, Siargao, e Vigan. O distrito histórico de Intramuros, na capital, também está nos planos do DOT para o Miss Universo 2016. Paras as visitas, as candidatas serão divididas por grupos – um vai para uma região, outro vai para outra região e assim por diante.

Segurança das misses e caso Steve Harvey

Sobre a segurança das competidoras, Kat de Castro disse que o DOT tem se reunido com o Departamento do Interior e Governo Local, Forças Armadas das Filipinas e a Polícia Nacional das Filipinas, para alertar sobre possíveis ameaças terroristas, notadamente as partidas do Abu Sayyaf, braço regional do Estado Islâmico que prega através da luta armada a independência da ilha de Mindanao (sudeste do país). “Antes da inspeção ocular, nós estamos em negociações com o DILG (sigla em inglês para Departamento do Interior e Governo Local), a PNP (sigla em inglês para a Polícia Nacional das Filipinas) e as Forças Armadas das Filipinas para que tenham um plano de segurança não apenas para a Grande Manila, mas todas as províncias para as quais as candidatas irão”, disse de Castro.
Outra questão sensível que as diretoras do DOT tocaram na coletiva foi a queda de braço do presidente filipino Rodrigo Duterte, 71, com o apresentador do certame, Steve Harvey, 59, o qual foi declarado “pessoa não bem-vinda ao país”, devido ao episódio do erro da leitura de resultado do Miss Universo 2015, no qual Pia Wurtzbach, 27, acabou sendo ganhadora acidental. O caso irritou torcedores da candidata da Colômbia, Ariadna Gutiérrez, que acabou sendo declarada segunda colocada do certame. Bonecos de Harvey e Pia foram confeccionados por torcedores colombianos insatisfeitos para serem queimados na virada de 2015 para 2016. Harvey teve de convidar Pia e Ariadna para entrevistar a ambas e pedir desculpas públicas em seu programa diurno de entrevistas, fato esse não aceito por Duterte. Na coletiva, Kat de Castro, conhecida figura da televisão filipina antes de chegar ao governo, ao lado de Wanda Teo, tentarão convencer Duterte (que já ofendeu o papa Francisco, o presidente americano Barack Obama, a União Europeia e entidades de direitos humanos como a Anistia Internacional) a conversar com Harvey.
As finais do certame permanecem confirmadas para acontecer no Mall of Asia Arena em Pasay (região metropolitana de Manila).

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Eventos, Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Para Departamento de Turismo das Filipinas, resta apenas a WME/IMG e a FOX emitirem o press release oficial do concurso Miss Universo 2016

  1. Pingback: Com donos judeus e ligados a Obama, WME/IMG ameaça tirar concurso Miss Universo 2016 das Filipinas | TV em Análise Críticas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s