O primeiro radiograma dos Estados que promoveram concursos estaduais do Miss Brasil 2016


74,07% dos Estados promoveram ou ainda vão promover concursos para a etapa brasileira do Miss Universo 2016

Da redação TV em Análise
(Atualizado em 1º/9/2016 às 19h41)

Miss Alagoas Universo/Divulgação/14.08.2016


Indicações como a da candidata alagoana escassearam

A 30 dias da gaúcha Marthina Brandt passar a faixa e a coroa para sua sucessora, o concurso Miss Brasil 2016 começa a conhecer suas primeiras estatísticas, no que diz respeito ao universo das coordenações estaduais. Levantamento feito com exclusividade pelo TV em Análise Críticas demonstra que 20 Estados decidiram manter vivas as suas tradições de fazer concursos que designem representantes para a etapa brasileira do Miss Universo, a ser realizada em São Paulo. Entre eles, estão forças importantes como São Paulo e Rio Grande do Sul, cujos certames receberam um importante aparato de mídia, graças aos aportes dados pelo consórcio responsável pelo concurso nacional, formado pelo grupo de varejo Polishop, o Grupo Bandeirantes de Comunicação, a agência Ford Models Brasil e a empresa americana WME/IMG, dona do Miss Universo.
Dos 20 Estados com certames assegurados, 14 (ou 70% do total) já escolheram suas candidatas, como pode ser demonstrado na tabela abaixo

Estados que promoveram concursos
-Amapá
-Amazonas
-Bahia
-Ceará
-Distrito Ferdearl
-Goiás
-Maranhão
-Mato Grosso
-Paraná
-Pernambuco
-Rio Grande do Norte
-Rio Grande do Sul
-Santa Catarina
-São Paulo

Os Estados que ainda vão promover concursos estaduais, como demonstrado na opção exercida pelas coordenações, são estes

Estados que ainda promoverão concursos
-Acre
-Espírito Santo
-Mato Grosso do Sul
-Pará
-Paraíba
-Piauí

‘Invenção’ da Polishop, seletiva já responde por 15% das candidatas

Artifício usado pela nova coordenação do Miss Brasil para evitar a acusação de uso de candidatas “biônicas”, a seletiva estadual já responde por 14,81% de todo o processo de escolha das candidatas do ciclo de 2016. Quatro Estados exerceram essa opção

Estados que promoveram seletivas
-Minas Gerais
-Rio de Janeiro
-Sergipe
-Tocantins

Voto de cabresto

Prática comum das velhas gestões do Miss Brasil, a indicação de candidatas estaduais praticamente escasseou na comparação com anos anteriores. Até a divulgação deste levantamento, apenas um Estado – Alagoas (ou 3,70% do total) – optou por essa forma arcaica de designar candidata estadual para o Miss Brasil. Em outros tempos, esse patamar chegava a 29,62%. Mas não é a situação de agora

Estados que indicaram candidatas
-Alagoas

Caso Rondônia e Roraima sigam Alagoas na mesma metodologia arcaica, o percentual de candidatas estaduais indicadas ao Miss Brasil 2016 poderá fechar em 11,11%. Os Estados que podem aderir à essa metodologia ultrapassada estão no gráfico abaixo

Estados que ainda não decidiram a forma de escolha de sua candidata
-Rondônia -Roraima

Apenas 40% dos concursos estaduais são televisionados

A despeito dos esforços da Rede Bandeirantes e de suas afiliadas, todo o investimento que se fez ao longo de anos nos concursos estaduais do Miss Brasil parece ter se perdido. Contabilizando os concursos que ainda irão acontecer, apenas 11 eventos (ou 40,74% do total) terão sido televisionados pela emissora ao final do ciclo, excetuando parcerias que ainda vierem a ser firmadas. Veja a tabela abaixo

Estados que tiveram ou terão concursos televisionados
-Bahia
-Ceará
-Goiás
-Pará
-Paraíba
-Paraná
-Pernambuco
-Rio Grande do Norte
-Rio Grande do Sul
-Santa Catarina
-São Paulo

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, Nossas Venezuelas, Numb3rs, Projetos especiais e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s