Coordenador do Miss Mato Grosso responderá também pelo Miss Mato Grosso do Sul a partir de 2016


Anúncio foi feito durante lançamento da etapa mato-grossense do Miss Brasil 2016

Da redação TV em Análise

Arthur Passos Fotografia/Divulgação/A Tribuna Mato Grosso


Warner Willion vai ocupar vaga deixada por Melissa Tamaciro

A partir de agora os Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul passam a ter um único coordenador para as respectivas etapas estaduais do Miss Brasil válido pelo Miss Universo. A tarefa passará a ser de Warner Willion, colunista social responsável desde 1989 pela etapa mato-grossense do Miss Brasil. O anúncio foi feito na segunda-feira, 23 de maio, durante o coquetel de lançamento do concurso Miss Mato Grosso 2016, realizado em uma casa de recepções de Cuiabá, cidade que passará a abrigar doravante as operações do Miss Mato Grosso do Sul, patrocinado pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação e pela Polishop, através da marca Be Emotion.
Até 2014, a coordenação do Miss Mato Grosso do Sul esteve nas mãos da empresária Melissa Tamaciro, dona da agência Arena Models, que renunciou ao posto após acusações de manipulação de resultados do concurso estadual e de uso político da concessão estadual do Miss Brasil para impedir a realização do concurso de 2013. O caso foi amplamente denunciado pelo TV em Análise Críticas e chamou a atenção da área jurídica da Rede Bandeirantes, que ameaçou processar o espaço por estar incomodada com as verdades expostas sobre o escárnio que contornava a antiga direção do Miss MS.
Desde 1979, o Mato Grosso do Sul acumula um histórico de 14 classificações entre as semifinalistas do Miss Brasil. O único título foi conquistado em 1998, em São Paulo, por Michela Marchi, semifinalista do Miss Universo do mesmo ano, realizado em Honolulu.
A escolha da representante sul mato-grossense na etapa brasileira do Miss Universo 2016 acontecerá na quinta-feira, 8 de setembro, em local ainda não divulgado até o fechamento desta matéria.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Coordenador do Miss Mato Grosso responderá também pelo Miss Mato Grosso do Sul a partir de 2016

  1. Pingback: Coordenações estaduais derrotadas terão de sobreviver à mão grande da Polishop para o ciclo do Miss Brasil 2017 | TV em Análise Críticas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s