Jornal de grupo de mídia citado na Zelotes entrega o ovo da serpente do Miss Rio Grande do Sul 2016


Grupo RBS tenta se apropriar de evento promovido pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação desde 2003

Da redação TV em Análise

Captura de tela/Diário Gaúcho/Jornal Eletrônico Acontece/08.08.2016


O tipo de miss que os outros 16 grupos de afiliadas da Globo não querem

Não coube ao jornal Metro, tampouco às emissoras de rádio do Grupo Bandeirantes de Comunicação dar a ampla repercussão que o concurso Miss Rio Grande do Sul 2016, realizado na noite do sábado, 23 de julho, no Auditório Araújo Vianna, na zona norte de Porto Alegre. Mas a um jornal do Grupo RBS, o Diário Gaúcho, dar a mais importante nota sobre a eleição da candidata de Tapera (270 km a noroeste da capital gaácha), Letícia Kuhn, 20. intitulada “Miss Rio Grande do Sul Leticia Kuhn entrega a receita de sua beleza: ‘É um segredinho…'”. A matéria foi publicada na sexta-feira (5), dia da Cerimônia de Abertura das Olimpíadas de Verão do Rio de Janeiro.
O Grupo RBS – que além do Diário Gaúcho, opera as afiliadas da Rede Globo no Estado, além do jornal Zero Hora, agência de notícias, portal e emissoras de rádio – é um dos suspeitos de participar do esquema de anulação de multas fiscais junto ao Ministério da Fazenda no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) em troca de propinas a conselheiros. O esquema gerou perdas de R$ 30 bilhões aos cofres públicos, maiores que as causadas pelo esquema investigado pela Operação Lava Jato, que prendeu dirigentes de empreiteiras e estatais e políticos de quatro partidos – PT, PMDB, PP e PTB.
De 1999 a 2002, a RBS TV promoveu o concurso de Miss Rio Grande do Sul e foi a única afiliada da Globo a transmitir uma etapa estadual do Miss Brasil, que credencia a representante do país na disputa do título de Miss Universo. O Grupo Band assumiu a promoção do Miss RS no segundo semestre de 2003, atendendo a uma tendência nacional que estava se iniciando.
Ao promover o concurso da concorrente, o Diário Gaúcho e o Grupo RBS armam o bote, junto com o Grupo Globo, para que a Band perca o mais rápido possível a concessão brasileira do Miss Universo. No entanto, nem todos os 17 grupos de afiliadas da Rede Globo (excluindo emissoras simples como TV Tribuna de Santos, TV Diário de Mogi das Cruzes, TV Fronteira Paulista, TV Rio Sul, TV Gazeta de Alagoas, TV Sergipe, TV Asa Branca, TV Grande Rio e TV Tapajós) comungam da mesma pensata da RBS. Alguns, como a Rede Amazônica (Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia e Roraima) e o Sistema Verdes Mares (Ceará), são contra. O grupo cearense já usou sua emissora regional – a TV Diário – para transmissão da etapa estadual do Miss Brasil entre 2008 e 2012.
Em setembro do ano passado, dois diretores da Band – Frederico Nogueira (que já deixou o grupo) e Marcelo Meira – foram a Nova York e Beverly Hills para barrarem, junto à nova proprietária do Miss Universo, o grupo de entretenimento WME/IMG, qualquer tentativa da Globo e de suas 124 afiliadas de assumir a concessão brasileira do concurso internacional de beleza. Dias depois, a Band passou à empresa de televendas Polishop o direito de exploração comercial da marca do concurso Miss Brasil. No entanto, a concessão do Miss Universo para o país, como resultado das tratativas entre Meira, Nogueira e os dirigentes da WME/IMG Mark Shapiro, Ari Emanuel e Patrick Whitesell e a presidenta da Miss Universe Organization, Paula Shugart, continua nas mãos da Band até 2020.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Imperialsmo midiático, Mídia regional, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s