Governo filipino aprova proposta para cidade ao norte de Manila receber Miss Universo 2016 e Las Vegas pode desperdiçar oportunidade de ‘residência’ para o certame


Medida vem depois de abertura de negociações formalizada pelo Departamento de Turismo na presença da presidenta da organização do evento

Da redação TV em Análise

Miss Universe Organization/Divulgação


Fontes do governo negam influência de Pia Wurtzbach nas negociações

Está cada vez mais distante o sonho da cidade de Las Vegas se tornar “residência” permanente do concurso de Miss Universo a partir deste ano. A aprovação da proposta do Departamento de Turismo (DOT, na sigla em inglês), anunciada na sexta-feira (15) pelo presidente Rodrigo Duterte, 71, joga definitivamente por terra as aspirações do Las Vegas Convention and Visitors Authorirty (LVCVA), da Anschultz Entertainment Group (AEG) e da MGM Resorts Intyernacional, as duas últimas, donas da T-Mobile Arena (que já estava com sua agenda de janeiro de 2017 reservada justamente para receber o certame), fazerem da cidade de Las Vegas “residência” permanente do concurso de Miss Universo, como pretendia a Miss Universe Organization. Com o aval do governo de Manila, o “projeto Vegas” para o concurso Miss Universo fica adiado para dezembro de 2017. Por ora, as “residências” da MUO em Las Vegas ficarão restritas aos concursos Miss USA e Miss Teen USA.
De acordo com a Philippine News Agency, a aprovação vem duas semanas após a secretária de Turismo, Wamda Corazón Teo, ter anunciado, na presença da presidenta da Miss Universe Organization, Paula Shugart, a apresentação de uma proposta formal de realização do certame na Philippine Arena, na cidade de Santa Maria de Bulacán (35 km ao norte de Manila, capital do país). Segundo Wanda, a prioridade do governo filipino “a partir de agora” é concentrar esforços para patrocinar a organização da 65ª edição do concurso Miss Universo, prevista para o dia 29 de janeiro de 2017. Projeção do TV em Análise Críticas publicada no sábado, 16 de julho, aponta que 95 países e territórios deverão ter candidatas presentes na disputa, o que poderá ser o maior número de competidoras em toda a história do certame, criado em 1952 na cidade de Long Beach (Califórnia).
As Filipinas receberam o Miss Universo pela primeira vez na manhã de 21 de julho de 1974, no Teatro de Artes Folclóricas do Centro Cultural das Filipinas, em Pasay (região metropolitana de Manila), com capacidade atual para receber 8.458 espectadores sentados. Em 20 de maio de 1994, o concurso ocorreu no Centro Internacional de Convenções das Filipinas, também em Pasay, com capacidade para 3.813 espectadores. Nenhum dos dois locais está nos planos do governo filipino para receber o Miss Universo 2016.

Gastos de organização poderão ser menores que São Paulo e Moscou

Em mensagem de texto enviada ao jornal The Philippine Star, a subsecretária de Turismo Kat de Castro assegurou que as despesas de organização do Miss Universo 2016 na província de Bulacán “serão menores que os verificados no Brasil e na Rússia”, fazendo uma alusão indireta aos gastos exorbitantes que as cidades de São Paulo (2011) e Moscou (2013) tiveram para organizar as edições do Miss Universo. “A Miss Universe Organization nos assegurou que a taxa de franquia será menor que a que eles tiveram na Rússia e no Brasil”, sustentou. No caso brasileiro, há suspeitas de superfaturamento e de criação de uma empresa fantasma nos contratos firmados entre o Grupo Bandeirantes de Comunicação e a MUO para a realização do Miss Universo 2011 na capital paulista.
De acordo com fontes do gabinete do presidente Duterte, a Miss Universo 2015 Pia Wurtzbach, 26, foi chamada para ir a Manila para participar de uma reunião na tarde desta segunda-feira (18) com o chefe do governo filipino para tomar conhecimento dos planos para a realização do certame. Geradora oficial do Miss Universo, a rede de televisão aberta FOX, deverá anunciar seus planos para a transmissão da 65ª edição do certame durante sua participação na TCA Summer Press Tour, prevista para a segunda-feira, 8 de agosto, no hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills (região metropolitana de Los Angeles).
Apesar dos rumores, fontes da Miss Universe Organization asseguraram ao TV em Análise Críticas que a proposta filipina para sediar o Miss Universo 2016 não se deu por conta do título conquistado acidentalmente por Pia após um erro de interpretação do apresentador Steve Harvey, 59, durante a condução solo do Miss Universo 2015, realizado no dia 20 de dezembro no tatro The AXIS, em Las Vegas, À ocasião, Harvey anunciara como vencedora a colombiana Ariadna Gutiérrez, então com 21 anos. Dois produtores da WME/IMG teriam sido negligentes com o erro de Harvey no Miss Universo 2015 e acabaram demitidos. Um roteirista do concurso recebeu advertência por escrito de Shugart após esta ter pedido desculpas públicas em seu perfil no Facebook. Uma sindicância interna foi aberta pela MUO para apurar possíveis responsabilidades dos coordenadores nacionais da Colômbia e Filipinas na trapaça que custou o tricampeonato colombiano no Miss Universo. “Pia não tem nada a ver com as negociações para as Filipinas sediarem o Miss Universo 2016. O interesse do país receber o certame vem desde 2010, quando perdeu para São Paulo a sede do Miss Universo 2011”, ressalta uma fonte ligada ao DOT.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Governo filipino aprova proposta para cidade ao norte de Manila receber Miss Universo 2016 e Las Vegas pode desperdiçar oportunidade de ‘residência’ para o certame

  1. Pingback: Data do Miss Universo 2016 é estimada pelo governo filipino para 29 de janeiro de 2017, Quezón e Santa Maria de Bulacán disputam sede | TV em Análise Críticas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s