Cássio Reis e Mariana Rios só serão usados pela Band no Miss Brasil 2016 e estaduais de transmissão nacional


Decisão foi tomada em conjunto com patrocinadora master do certame

Da redação TV em Análise
(Atualizado em 13/7/2016 às 11h01)

Lucas Ismael/Organização Miss Brasil Universo/28.05.2016


Atores não serão usados na transmissão do Miss Universo 2016

A Organização Miss Brasil Universo oficializou na noite desta terça-feira (12) a decisão de manter os atores Cássio Reis, 38, e Mariana Rios, 31, como apresentadores dos eventos nacionais do Projeto Miss 2016, os concursos de Miss Rio Grande do Sul, marcado para o próximo sábado (23), Miss Rio de Janeiro (em data ainda a ser fechada) e Miss Brasil, marcado para o sábado, 1º de outubro, véspera das eleições para prefeitos e vereadores.
No dia 28 de maio, os dois artistas já tinham sido usados pela entidade, joint venture da Polishop, Ford Models Brasil e WME/IMG, para apresentar o concurso Miss São Paulo 2016, no Citibank Hall, na zona oeste da capital paulista. A casa de espetáculos também será palco da etapa brasileira do Miss Universo 2016.
Reis (sem atuar em novelas e séries desde 2014) e Rios (sem atuar em novelas e séries desde abril último) apresentarão apenas o arco de concursos do Projeto Miss 2016 com transmissão nacional da Rede Bandeirantes. Segundo a assessoria da emissora, eles foram convocados pela empresa organizadora do Miss Brasil e detentora da concessão do Miss Universo para o país. No concurso gaúcho, candidatas de 30 municípios devem competir. Os dois atores não deverão ser usados em concursos estaduais de transmissão local, para não prejudicar interesses das afiliadas, muito menos no Miss Universo 2016, que deverá usar um quadro da Band para sua apresentação.
A data da disputa internacional está em aberto devido a uma disputa entre as cidades de Las Vegas (EUA) e Santa Maria de Bulacán (Filipinas). Segundo o Departamento de Turismo das Filipinas, a data a ser trabalhada é de 29 de janeiro de 2017 (domingo). No entanto, representantes da candidatura americana defendem a realização do certame no dia 18 de dezembro, como parte do plano da Miss Universe Organization de fazer “residência” para o certame na T-Mobile Arena até 2018.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cult, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s