Além de Alagoas, outros três Estados sem coordenações podem ter candidatas indicadas para o Miss Brasil 2016


Mato Grosso do Sul, Sergipe e Tocantins estão sem coordenadores desde 2014. Apesar do rombo na Be Emotion, Polishop promete bancar seletivas desses Estados

Da redação TV em Análise

Lucas Ismael/Band/Divulgação/15.11.2015


Gastos da empresa com seletivas devem chegar a R$ 33 milhões

Começa a cair por terra o plano de escolha das 27 candidatas ao título de Miss Brasil 2016 através de concursos estaduais. Um levantamento de informações feito com exclusividade pelo TV em Análise Críticas mostra que Mato Grosso do Sul, Sergipe e Tocantins devem se juntar a Alagoas no quadro de Estados que deverão ter candidatas indicadas através de júris técnicos. Nesses Estados, os coordenadores foram descredenciados por ferirem o Manual de Ética e Operações dos concursos regionais ou renunciaram à condição de franqueados.
Desde 2011, era plano da Rede Bandeirantes promover e organizar todas as 27 etapas estaduais do Miss Brasil, que credencia a representante brasileira na disputa do título de Miss Universo. No entanto, a ausência de afiliadas nos Estados da Alagoas, Piauí e Sergipe obrigou a concessão dos concursos a franqueados locais, desde que estes não assinassem com nenhuma emissora de televisão. A chegada da Polishop à condição de patrocinadora master, no final de outubro do ano passado, ainda não sana o buraco deixado com as saídas de Márcio Mattos, Melissa Tamaciro, Deivide Barbosa, Júlio Franco e Cagliari Castro dos quadros de coordenação estadual da Organização Miss Brasil Universo em seus respectivos Estados. Ainda assim, coordenações regionais como as do Acre (Meire Manaus), Amapá (Enyellen Salles), Pará (Herculano Silva), Pernambuco (Miguel Braga) e Rio de Janeiro (Susana Cardoso) começaram a receber aportes da empresa de televendas para a realização de seus certames. Os valores dos repasses estão sob sigilo.
Para Mato Grosso do Sul, Sergipe e Tocantins, a intenção da Organização Miss Brasil Universo (joint-venture da Polishop com a Ford Medels Brasil e a empresa americana WME/IMG) é fazer nesses Estados a seletiva direta de candidatas. O modelo seguirá os mesmos parâmetros do processo que definiu as candidatas de Sergipe e Mato Grosso do Sul para o título de Miss Brasil 2015. Estima-se que a Polishop gaste R$ 33 milhões com as seletivas desses Estados (R$ 11 milhões por cada etapa estadual sob sua supervisão direta). Não está descartada a aceitação de parceiros locais para comercialização dos eventos e divulgação. No entanto, a OMBU encontra resistências juntos a donos de sites, blogs e jornais comunitários, que teriam oferecido um “cala boca” para que os eventos do Miss Brasil 2016 sob responsabilidade da Polishop não fossem divulgados em troca do silêncio das candidatas ainda a serem escolhidas até o concurso nacional, marcado para o sábado, 1º de outubro, em São Paulo.
Procurada pela reportagem do Críticas, a Organização Miss Brasil Universo nega ter comprado silêncio de jornalistas para barrar a divulgação de seletivas estaduais do Miss Brasil 2016. A concessionária da licença do Miss Universo para o Brasil informou que “está trabalhando em cooperação com jornalistas de Mato Grosso do Sul, Sergipe e Tocantins pela tranquilidade na divulgação das atividades e programações inerentes às seletivas”.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s