EXCLUSIVO: Emissoras da Band em 11 Estados devem transmitir concursos estaduais do Miss Brasil 2016


Goiás e Pará deverão fazer transmissões apenas via streaming

Da redação TV em Análise
(Atualizado em 2/4/2016 às 13h30)

Lucas Ismael/Band/Divulgação/16.05.2015


São Paulo será o único Estado a ter certame transmitido em rede

O organograma de transmissões das etapas estaduais do concurso Miss Brasil 2016 já está todo fechado pela Rede Bandeirantes. Fontes da emissora informaram ao TV em Análise Críticas na manhã desta sexta-feira (1º) que os concursos de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Amazonas, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul terão transmissão das emissoras próprias ou afiliadas nesses Estados. Destes certames, a princípio, apenas o concurso de Miss São Paulo, marcado para 28 de maio, terá transmissão nacional.
O restante dos concursos contratados pela Band terá transmissão apenas local. Desde o dia 4 de março, representantes da Organização Miss Brasil, joint-venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação, Polishop e WME/IMG, tem visitado capitais de Estado para inspecionar a produção dos concursos regionais e iniciar um processo de padronização que deve atingir todas as 27 etapas estaduais.
Segundo a OMB, a expectativa é de que as visitas de inspeção às 27 coordenações estaduais sejam concluídas antes da realização do primeiro concurso estadual da temporada do Projeto Miss 2016, a ser realizado no dia 30, em Salvador. A Band transmitirá o concurso Miss Bahia 2016 em nível local, mas deverá disponibilizar o sinal do evento em seu site oficial para que telespectadores de outros Estados e países assistam.
As coordenações do Goiás e Pará optaram por fazer transmissões apenas via livestreaming, ou seja, decidiram abrir mão da televisão tradicional, para as respectivas etapas estaduais do Miss Brasil 2016. Com isso, saem perdendo as afiliadas da Band TV Goiânia e RBA TV, que esperavam contar com uma importante janela de exposição do Miss Brasil nesses Estados. Coordenações de outros Estados nos quais a Band possua emissora própria ou afiliada já estão sendo sondadas para a transmissão de seus certames.

Band tenta expandir transmissões de certames para 21 Estados e DF

Procurada pela reportagem do Críticas, a Band confirma que está “tentando viabilizar” as transmissões dos concursos dos 11 Estados citados na matéria, mas nega que esteja estendendo as negociações para além desses Estados. É o caso do Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Tocantins, Amapá e Rondônia, que supostamente estariam na alça de mira da Band para ampliar o raio de ação das transmissões regionais do Projeto Miss 2016. Fontes das coordenações desses Estados confirmaram ao Críticas as negociações com a Band, mas não informaram se existe o interesse da emissora em transmitir os certames locais. Caso RN, ES, TO, AP e RO acertem com a Band, o Projeto Miss 2016 passará a ter 16 transmissões de concursos estaduais. No entanto, este número pode aumentar para 22, a depender de negociações que a Band vier a fazer com as coordenações de Roraima, Acre, Maranhão, Mato Grosso, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul.
Por não possuírem afiliadas da Band, Piauí, Alagoas e Sergipe não terão seus concursos estaduais televisionados como parte do Projeto Miss 2016. As coordenações desses Estados estão proibidas de negociar com emissoras de redes concorrentes da Band.
Pelo cronograma de concursos estaduais liberado pela Band na quinta-feira (3/3), a Bahia abre a temporada de certames no sábado (30). Piauí e Sergipe encerram a temporada no dia 10 de setembro. A eleição da representante brasileira na disputa do título de Miss Universo 2016 vai acontecer no sábado, 1º de outubro, véspera do primeiro turno das eleições para prefeitos e vereadores em 5.570 municípios. Fontes da Organização Miss Brasil negam, mas a viagem de diretores do concurso a 10 capitais – Salvador, Fortaleza, Rio de Janeiro, Florianópolis, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, João Pessoa, Vitória e Curitiba, na prática, serviu para tentar diminuir as dúvidas em relação à definição da cidade-sede do Miss Brasil 2016, que deverá sair em junho.

Afiliadas da Band em sete capitais não terão como transmitir concursos

Reservadamente, representantes de afiliadas da Band em alguns Estados admitiram ao Críticas não terem condições de atender às demandas da emissora e da Organização Miss Brasil para transmitir os concursos dos Estados pretendidos para exibição regional. Um representante da TV Capixaba, de Vitória, admitiu que a emissora tem equipamento para transmitir eventos ao vivo, como o concurso de Miss Espírito Santo, mas a emissora não o faz porque não possui acordo com a coordenação estadual do Miss Brasil. “Nos últimos anos, ocorreram duas trocas de coordenadores aqui (no ES). Nenhum dos coordenadores com os quais trabalhamos desde 2004 aceitou que seus concursos fossem transmitidos ao vivo. A verdade é que não tínhamos os equipamentos e o apoio que a Band nos oferece e isso pôde ser provado no Desfile das Escolas de Samba (realizado no sábado que antecede o Carnaval), que nós mostramos para todo Brasil durante algum tempo”, afirma o diretor da Capixaba que pediu para ter sua identidade preservada.
No entanto, o mesmo privilégio do qual goza a TV Capixaba não pode ser observado nas emissoras da Band em Campo Grande (administrada pela Igreja Internacional da Graça de Deus e pelo jornal Correio do Estado), Cuiabá e Boa Vista. A pior situação entre as afiliadas da Band para transmissão de concursos estaduais se verifica em Macapá. Lá, a TV Macapá sequer possui equipamento de externas. O mesmo ocorre com a Band Roraima, pertencente a políticos locais ligados ao PMDB, na oposição ao governo da presidenta Dilma Rousseff desde a terça-feira (29/3), a TV 5 de Rio Branco (que não possui acordo com a coordenação do Miss Acre), a TV Meridional de Porto Velho (que já transmitiu o Miss Rondônia em 2013) e a TV Maranhense de São Luís (que não tem acordo com o Estúdio Márcio Prado, parceiro da TV Mirante, afiliada da Rede Globo, na organização do Miss Maranhão). Palmas, capital do Tocantins, está sem afiliada da Band desde abril do ano passado. Com esse problema, a coordenação do Miss Tocantins está impedida de negociar a transmissão do concurso com outras emissoras da região, pertencentes a redes concorrentes. No entanto, poderá negociar a transmissão do certame para ser gerada pela Sil TV, de Gurupi (245 km ao sul de Palmas).
Com os desfalques, o organograma de transmissões do concurso Miss Brasil 2016 deverá contemplar 15 concursos estaduais ao invés dos 22 pretendidos pela Band. A emissora informou que não irá comentar posturas individuais de afiliadas e diz estar trabalhando junto com a Polishop “para dar ao telespectador espetáculos de alto nível (na produção dos concursos estaduais)”. No ambiente conturbado que se observa entre suas afiliadas, parece que tal coisa não será possível.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para EXCLUSIVO: Emissoras da Band em 11 Estados devem transmitir concursos estaduais do Miss Brasil 2016

  1. Pingback: Com prejuízo de quase R$ 500 milhões noticiado no jornal Metro, Band promete transmissão nacional de dois concursos estaduais, do Miss Brasil e do Miss Universo 2016. A Polishop vai ficar como credora dessa aventura? | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s