EXCLUSIVO: 52 grupos ‘apartidários’ que pedem impeachment de Dilma e transnacionais americanas de petróleo financiaram a eleição de Marthina Brandt como Miss Brasil 2015


Constatação é de documento da Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos enviado ao então ministro da Justiça José Eduardo Cardozo publicado pelo Estadão

Da redação TV em Análise

Miss Universe Organization/Divulgação/20.12.2015


Brandt teria recebido dinheiro não declarado da Chevron e de outras duas empresas americanas interessadas na privatização da Petrobras

Grupos supostamente apartidários que pedem o impedimento da presidenta Dilma Rousseff, 68, por supostos crimes de responsabilidade relacionados às chamadas “pedaladas fiscais” teriam financiado a eleição da gaúcha Marthina Brandt, 23, como Miss Brasil 2015, em novembro do ano passado. A constatação foi feita pela reportagem do TV em Análise Críticas a partir de documento da chamada Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos, que reúne 52 entidades, entregue em 18 de agosto ao então ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, 56, pedindo explicações sobre o afastamento de um dos delegados da Polícia Federal que investigava a Operação Lava Jato na Superintendência Regional do Rio Grande do Sul, estado natal de Brandt, classificada entre as 15 semifinalistas do concurso Miss Universo 2015, realizado em dezembro do ano passado, em Las Vegas (Nevada, EUA).
De acordo com ex-funcionários da extinta Enter-Entertainment Experience, a candidatura de Brandt ao título de Miss Brasil 2015 teria recebido apoio dos movimentos Dois Milhões de Brasileiros Unidos pelo Brasil, Acorde, Amazonas em Ação, Avança Brasil Maçons, Brava Gente Brasileira, BH Contra a Corrupção, Brasil Limpo, Brasil Melhor, Central das Manifestações, Chega de Impostos, Diferença Brasil, Eu Amo o Brasil., Face do Norte, Fora Dilma Vitória, Gigantes Brasileiros, Impeachment Já, Instituto Democracia e Ética, Intervenção Militar Já, Instituto Millenium, Jovens Transformadores, Levanta Sacode a Poeira, Movimento Anti Corrupção, Movimento Brasil Livre (MBL), Movimento Brasil (MBR), Movimento Cidadania Brasil, Movimento Endireita Brasil, Movimento 31 de Julho, Movimento Civil XV de Março, Movimento de Rua Mato Grosso do Sul, Movimento Cariocas Direitos, Movimento Contra a Corrupção, Movimento Muda Brasil Juiz de Fora, Movimento Pela Ética, Movimento Pró-Brasil, Movimento Contra a Corrupção, Nação Digital, Nas Ruas, Nos Somos Oposição, Ordem dos Médicos do Brasil, O Meu Partido é o Brasil, Organização Contra a Corrupção, Pátria Livre, Patriotas, Queremos Ética na Política, Que Brasil nos Queremos?, Reage Brasil, Renova Brasil, Revoltados Online, Somos 51 Milhões, Unidos pelo Brasil, Vem Pra Rua e Xô Corrupção.
Além destes grupos, a eleição de Marthina como Miss Brasil 2015 teria recebido apoio financeiro de valor não declarado ou revelado por parte das transnacionais americanas de petróleo Chevron, ConocoPhillips e ExxonMobil, principais interessadas na compra de todos os ativos da Petrobras, incluindo exploração, refino, pré-sal e distribuição, de acordo com proposta do senador José Serra (PSDB-SP), recentemente aprovada pelo Senado Federal. De acordo com o informante da Band, não é possível mensurar se a quantia dada por essas empresas e supostos movimentos sociais reivindicatórios de direita, financiados por empresas americanas como a Koch Indistries, acusadas de darem dinheiro ao Vem Pra Rua Brasil nos protestos de março, agosto e novembro passados e do último dia 15, instados por órgãos de imprensa e concessões públicas de radiodifusão sonora de sons e imagens travestidas de redes nacionais de televisão aberta comercial configura prática de propina a jurados técnicos ou da final televisionada do Miss Universo 2015, onde Brandt caiu fora da fase de 10 semifinalistas classificadas para a fase de trajes de gala.
O documento dos movimentos anti-Dilma a Cardozo foi publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo em sua versão eletrônica. Os nomes dos outros movimentos que não foram listados na carta original foram listados pelo Críticas a partir de informações de apuração prévia e realizada de forma livre, isenta e independente.
Procuradas pela reportagem do Críticas, as direções da Band e da Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos negaram as acusações. Representantes da Chevron, ConcocoPhillips e ExxonMobil não retornaram nossos pedidos de perguntas.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Nossas Venezuelas, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para EXCLUSIVO: 52 grupos ‘apartidários’ que pedem impeachment de Dilma e transnacionais americanas de petróleo financiaram a eleição de Marthina Brandt como Miss Brasil 2015

  1. Pingback: A prova que faltava: Marthina Brandt, Miss Brasil 2015, tomou parte dos protestos coxinhas contra a presidenta Dilma | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: Endividada e respirando com empréstimo da Caixa, Band ameaça parar a transmissão do Miss Brasil e do Miss Universo e outra emissora pode assumir concursos a partir de 2017 | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: A íntegra da entrevista do jornalista americano que denunciou o financiamento externo dos protestos contra Dilma | TV em Análise Críticas

  4. Pingback: Dona do Miss Brasil, Polishop só não tem loja em Boa Vista, capital de Roraima. Dono da Polishop, João Appolinário, lucrou com a crise que derrubou Dilma | TV em Análise Críticas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s