As indicações ao 52º Cinema Audio Society Awards, em detalhes e estatísticas


American Horror Story: Hotel lidera quadro de indicações televisivas; quatro dos cinco indicados ao Oscar de mixagem de som concorrem

Da redação TV em Análise

Ursula Coyote/AMC/Divulgação/07.10.2014


Better Call Saul está entre as sete séries indicadas ao 67º Primetime Emmy em áreas de mixagem de som que repetiram indicação no sindicato

Foram anunciadas na manhã da terça-feira (12/1) as indicações nas oito categorias competitivas da 52ª edição do Cinema Audio Society (CAS) Awards, que contempla as principais realizações em mixagem de som nas áreas de televisão e cinema no ano de 2015. Nas áreas televisivas, American Horror Story: Hotel foi o único programa a ter mais de uma indicação – obteve duas na área de mixagem de som em minissérie ou telefilme. Do grupo que concorreu ao 67º Primetime Emmy, Better Call Saul, Game of Thrones e House of Cards repetiram suas indicações entre as séries com uma hora de duração. Já entre as séries com meia hora de duração, Modern Family, Parks and Recreation, Silicon Valley e Veep repetiram as indicações do chamado “Oscar do horário nobre americano”. No entanto, todos os cinco indicados na área de mixagem de som em minissérie ou telefilme vem do novo ciclo televisivo americano, iniciado em 1º de junho do ano passado, já obedecendo à janela de elegibilidade para o 68º Primetime Emmy, a ser realizado em data a ser definida. De acordo com a Academia de Televisão, a cerimônia técnica do Creative Arts Primetime Emmys (na qual estão elencadas as categorias de mixagem de som) será dividida em duas, “para atender à crescente demanda”. Na nova fórmula, essas cverimônias ocorreriam na sexta-feira e no sábado anteriores à festa principal do 68º Primetime Emmy.
Já entre o grupo de filmes live-action indicado ao 88º Oscar, as equipes de Ponte dos Espiões, Mad Max: Estrada da Fúria, O Regresso e Star Wars: O Despertar da Força concorrem na premiação do sindicato de mixagem de som. Apenas Perdido em Marte não concorre na disputa sindical. Nenhuma das cinco animações indicadas ao 52º CAS Awards concorre ao Oscar de melhor mixagem de som. Os vencedores serão anunciados durante um jantar para convidados a ser realizado na noite do sábado (20), no salão Cristal do Millennium Biltmore Hotel, em Los Angeles. Na lista detalhada de indicados, apresentada logo abaixo, aparece antes de cada série, minissérie, especial ou filme os nomes dos profissionais envolvidos na produção e pós-produção de mixagem de som:

CATEGORIAS DE TELEVISÃO

Mixagem de som em série televisiva de uma hora
Phillip W. Palmer, Larry B. Benjamin, Kevin Valentine, Matt Hovland e David Michael Torres – Better Call Saul (Marco)
Ronan Hill, Richard Dyer, Onnalee Blank, Mathew Waters e Brett Voss – Game of Thrones (Hardhome)
Ed Cantú, Nello Torri, Alan M. Decker, Paul Drenning e Shawn Kennelly – Homeland (The Tradition of Gospitality)
Lorenzo Millan, Nathan Nance, Scott R. Lewis e Corey Tyler – House of Cards (Chapter 27)
Michael P. Clark, Gary D. Rogers, Daniel J. Hiland e Eric Gotthelf – The Walking Dead (First Time Again)

Mixagem de som em série televisiva de meia hora
Stephen A. Tibbo, Dean Okrand, Brian R. Harman e David Michael Torres – Modern Family (Connection Lost)
Jan McLaughlin e Peter Waggoner – Nurse Jackie (Managed Care)
George A. Flores, John W. Cook II e Bill Freesh – Parks and Recreation (One Last Ride: Part 1)
Benjamin A. Patrick, Elmo Ponsdomenech e Todd Beckett – Silicon Valley (Server Space)
Bill MacPherson e Richard Davey – Veep (Mommy Meyer)

Mixagem de som em minissérie ou telefilme
Ben Lowry, Rick Norman e Ryan Davis – American Crime (Epidode One)
Brendan Beebe, Joe Earle e Vicki Lemar – American Horror Story Hotel (Room Service)
Brendan Beebe, Joe Earle, Doug Andham, Judah Getz e John Guentner – American Horror Story Hotel (Checking In)
Michael Playfair, Kirk Lynde e Martin Lee – Fargo (The Gift of the Magi)
Geoffrey Patterson, Steve Pederson, Daniel J. Leahy, Ron Bedrosian e Shawn Kennelly – True Detective (Down will Come)

Mixagem de som em não ficção televisiva, série ou especial de variedades ou musical
Benny Mouthon – Anthony Bourdain: Parts Unknown (Madagascar)
Bob Bronow – Deadliest Catch (Lunatic Fringe)
Scott R. Lewis, Eddie O’Connor, Michael Emery e Dennis Hamlin – Keith Richards: Under the Influence
Steve Pederson e Cameron Frankley – Kurt Cobain: Montage of Heck
Ken Hahn e Paul Bevan – Live from Lincoln Center (Danny Elfman’s Music from the Films of Tim Burton)

CATEGORIAS DE CINEMA

Mixagem de som em filme live-action
Drew Kunin, Andy Nelson, Gary Roger Rydstrom, Thomas Vicari, Bobby Johanson e Chris Manning – Ponte dos Espiões
Mark Ulano, Michael Minkler, Chris Minkler, Fabio Venturi e Nerses Gezalyan – Os Oito Odiados
Bem Osmo, Chris Jenkins, Gregg Rudloff, Thomas J. O’Connell e Ryan Squires – Mad Max: Estrada da Fúria
Chris Duesterdiek, Jon Taylor, Frank Montaño, Randy Thom, Conrad Hensel, Michael Miller e Geordy Sincavage – O Regresso
Stuart Wilson, Andy Nelson, Chris Scarabosio, Shawn Murphy, Charleen Steeves e Chris Manning – Star Wars: O Despertar da Força

Mixagem de som em filme de animação
Vince Caro, Tom Johnson, Michael Semanick, Brad Haehnel e Kylie Rochlin – O Bom Dinossauro
Howard London, Michael Semanick, Tom Johnson, Brad Haehnel e Randy Singer – Hotel Transilvânia 2
Doc Kane, Tom Johnson, Michael Semanick, Joel Iwataki e Mary Jo Lang – Divertida Mente
Carlos Sotologo, Gary A. Rizzo, Chris Scarabosio, Shawn Murphy e Corey Tyler – Minions
Bill Higley, Lora Hirschberg, Randy Thom, Leff Lefferts, Casey Stone e Jason Butler – Snoopy e Charlie Brown: Peanuts, O Filme

INDICAÇÕES DE RECONHECIMENTO TÉCNICO

Produção de mixagem (por fabricante)
Aaton (Cantar X3)
Lectrosonics (Venue 2)
Sound Devices (SL-6)
Zaxcom (Wide Band Recording Digital Wireless)

Pós-produção de mixagem (por fabricante)
Accusonus (ERA-D)
The Cargo Cult (Conformalizer 4)
Cedar (DNS One with Learn)
Izotope (RX5)

PREMIAÇÕES ESPECIAIS

Prêmio de Reconhecimento pela Carreira
Doc Kane

Prêmio de Realização Cinematográfica
Jay Roach

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cinema, Especiais, Eventos, Minisséries e telefilmes, Premiações, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para As indicações ao 52º Cinema Audio Society Awards, em detalhes e estatísticas

  1. Pingback: Os vencedores do 88º Oscar, em detalhes e estatísticas | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: As indicações ao 68º Primetime Emmy nas categorias de mixagem de som | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s