EXCLUSIVO: Entre etapas nacionais do Miss Universo 2015, Miss USA teve mais impressões no Twitter que o Miss Brasil


Apesar disso, concurso brasileiro transmitido pela Band gerou mais tweets que o norte-americano, confinado em um canal pago de baixo alcance

Da redação TV em Análise
(Atualizado em 30/12/2015 às 20h10)

Richard Salyer/Miss Universe Organization/Divulgação/04.12.2015

Com a conclusão da programação oficial do concurso Miss Universo 2015, informações que estavam pendentes sobre duas de suas etapas nacionais mais importantes começam a vir à tona. Um levantamento exclusivo do TV em Análise Críticas feito a partir de listas de programas com maior número de citações no Twitter formuladas pelos institutos Nielsen Media Company e Kantar Ibope Media atesta que o Miss USA 2015 teve muito mais popularidade no microblog do que o combalido concurso de Miss Brasil 2015, realizado às pressas pela Band em novembro último com aporte financeiro de uma empresa de televendas. De acordo com os dados da Nielsen referentes à semana de 6 a 12 de julho, o concurso americano, televisionado em caráter emergencial pelo canal pago ReelzChannel, gerou uma audiência única de 2,421 milhões de telespectadores na rede social, que geraram 14,231 milhões de impressões. De acordo com o mesmo levantamento, 30 mil autores únicos geraram 70 mil tweets durante as três horas de transmissão do certame, realizado em Baton Rouge (Luisiana), no domingo, 12 de julho.

Captura de tela/TVbytheNumbers/13.07.2015

Já para o concurso Miss Brasil 2015, realizado no dia 18 de novembro, a quantidade de impressões atestadas pela Kantar Ibope foi menor: 7,141 milhões, para uma audiência única de 528 mil telespectadores. No entanto, a quantidade de tweets sobre o concurso brasileiro que elegeu a gaúcha Marthina Brandt para a disputa internacional foi maior: 110 mil, produzidos por 41,3 mil autores. Os dados são referentes à semana entre 15 e 22 de novembro.
O benefício para o Miss Brasil 2015 no Twitter está no fato de a etapa brasileira do Miss Universo 2015 ter sido transmitida por uma rede aberta – a Bandeirantes – ao invés de um canal pago de baixíssima penetração – o Reelz, que se valeu de um conflito entre o ex-gestor da Miss Universe Organization, Donald Trump, com as redes NBC e Univisión, que cancelaram seus contratos de transmissão para os eventos da entidade em língua inglesa e espanhola, respectivamente, após os ataques deste aos imigrantes ilegais mexicanos durante o lançamento de sua pré-candidatura republicana à Presidência dos Estados Unidos na terça-feira, 16 de junho, em Chicago.

Captura de tela/Play TV Audiência/25.11.2015

Em ambos os casos, tanto o Miss USA 2015 quanto o Miss Brasil 2015 lideraram as citações no Twitter nos respectivos períodos.

Miss Brasil dá menos audiência que concursos americano e francês

Ainda de acordo com o levantamento do Críticas, o Miss Brasil 2015 teve audiência menor que duas importantes etapas nacionais do Miss Universo 2015. Na França, o concurso realizado em dezembro de 2014 para eleger as representantes tanto do Miss Universo 2014 (Camille Cerf) quanto do Miss Universo 2015 (Flora Coquerel), transmitido pela TF1, teve 8,6 milhões de telespectadores, contra 925 mil do Miss USA e apenas 317,5 mil verificados em 15 mercados auditados pela Kantar Ibope pelo pré-show do Miss Brasil 2015. Os números do concurso em si no Painel Nacional de Televisão (PNT) não tinham sido disponibilizados até o fechamento desta matéria.
De acordo com o instituto Médiamétrie, o Miss França 2015 também desbancou o Miss Brasil 2015 e o Miss USA 2015 em número de impressões no Twitter (50,2 milhões), tweets (1,28 milhão), leitores (640 mil) e autores únicos (202.700). Nas Filipinas, o concurso que elegeu Pia Wurtzbach para a disputa internacional, transmitido pela ABS-CBN, teve 10,2 de média, de acordo com dados da Kantar Media. Esse número é cinco vezes maios que o registrado pelo Miss Brasil 2015.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Nossas Venezuelas, Numb3rs, Outras Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para EXCLUSIVO: Entre etapas nacionais do Miss Universo 2015, Miss USA teve mais impressões no Twitter que o Miss Brasil

  1. Pingback: Canção que Seal cantou para Pia Wurtzbach no Miss Universo 2015 completa 25 anos em 2016 | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: Dinheiro será fator preponderante para concursos de misses continuarem na Band em 2016 | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: Band oficializa antecipação do Miss Brasil 2016 | TV em Análise Críticas

  4. Pingback: Com prejuízo de quase R$ 500 milhões noticiado no jornal Metro, Band promete transmissão nacional de dois concursos estaduais, do Miss Brasil e do Miss Universo 2016. A Polishop vai ficar como credora dessa aventura? | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s