Lutadores do UFC pregam o golpe contra a presidenta Dilma


Entre eles, “intelectuais” e “sábios da MPB” como Gilbert Durinho, Anderson Silva, Júnior Cigano, José Aldo e Minotauro

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Captura de tela/Canal Combate/21.03.2015


Peça para sair do UFC, senhor Burns!

A entrada das novas inserções partidárias do PSDB e do Solidariedade na noite deste sábado (28) apenas reforça a ligação de um grupo de lutadores da principal organização de artes marciais mistas do mundo, o Ultimate Fighting Championship (UFC), sediada em Las Vegas, com o consórcio golpista liderado pelas redes Globo e Bandeirantes para derrubar a presidenta Dilma Rousseff, eleita democraticamente por 54 milhões de brasileiros no dia 26 de outubro de 2014 para um segundo mandato, o qual está tendo problemas para cumprir. No esporte, a primeira demonstração de força da intentona golpista se deu durante o UFC Fight Night 62 (tecnicamente chamado de UFC Rio 6). Em pleno Maracanãzinho que já sediou em um passado distante o concurso de Miss Brasil e alguns dos grandes festivais da Música Popular Brasileira (MPB), o senhor Gilbert Burns, vulgo Durinho, após tomar uma saraivada de pancadas e derrotar um adversário, bradou, transtornado e sem o menor argumento, uma frase desconexa: “Bruna, te amo! Pedrinho, Washington, tô voltando, pai também amo vocês! Só uma coisa: Dilma, pede pra sair!”. O otário foi prontamente ovacionado pela horda de plantão, ávida por mais sangue no octógono ali montado, televisionado pelo canal pago Combate, do Grupo Globo, que diz “defender a governabilidade da presidenta Dilma”. Mas não é esse o comportamento que se observa de esportistas sob seu contrato, como é o caso de Durinho.
A idiotização partidária do UFC pode ser atestada pela lista negra de personalidades que hipotecaram seu apoio a Aécio Neves durante a campanha presidencial de 2014: Anderson Silva, Minotauro e Wanderlei Silva, este último sem perder a oportunidade de ir a centro de convenções em Anápolis (GO) para encher a boca de asneiras contra a presidenta. Isso para não citar outros nomes como José Aldo, Minotouro, Júnior Cigano, dentre outros.
O envenenamento ideológico do UFC começou em outubro de 2011, quando a Rede Globo de Televisão fechou acordo de transmissão das lutas em TV aberta, no lugar da Rede TV!, que obtinha audiências módicas com esse tipo de evento. Só tomou destaque depois da realização do UFC 134, realizado na Arena da Barra em 27 de agosto, com audiência recorde para a sucessora das concessões da finada TV Manchete. A vitória de Silva sobre o japonês Yushin Okami por nocaute no primeiro assalto o colocou na berlinda da imprensa golpista, incluindo capa da Veja e clipe da cantora Marisa Monte exibido no Fintástico.
Evidentemente, haja quem, no seio dos que acompanham o MMA, vá me detestar por causa da opinião acima exposta, mas, lamentavelmente, essa é a verdade a se constatar de uma “preferência nacional” fabricada no esporte brasileiro em nome de um projeto golpista de poder. Os mesmos elementos que vão às ruas gritar “fora Dilma!”, “intervenção militar já”, dentre outros impropérios, são aqueles que, nos cards do UFC, gritam a plenos pulmões “uh, vai morrer! uh, vai morrer!”. É compreensível que haja gente civilizada e de bem (inclusive artistas) nesse tipo de evento. Mas daí a usá-los como balão de ensaio de trampolim golpista é dose cavalar para a paciência de qualquer mente sã, limpa, isenta, independente, livre, consciente e sensata.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Esportes, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s