Duas semanas após troca de comando, concurso Miss Universo permanece sem direitos de TV nos EUA


Negociações com NBC e Univisión estão paradas

Da redação TV em Análise

Reprodução/Jewish Business News/14.09.2015


Caberá a Ari Emanuel renegociar contratos com essas emissoras

Duas semanas após a aquisição da Miss Universe Organization, o grupo WME/IMG ainda não decidiu que canal de televisão dos Estados Unidos fará a geração internacional da 64ª edição do concurso Miss Universo para 213 países e territórios. As negociações com as redes NBC e Univisión para transmissão em língua inglesa e espanhola sequer começaram. Fontes da MUO informaram ao TV em Análise Críticas no começo da tarde desta quinta-feira (1º) que contratos de transmissão dos eventos da entidade estão sendo reavaliados e, na medida do possível, serão assinados ou renovados.
O impasse na definição dos parceiros televisivos da “nova” MUO está em problemas de seus diretores com a NBCUniversal que ainda precisam ser resolvidos. Um deles é a controversa entrevista dada ao jornalista Brian Williams, em agosto de 2013, que gerou um certo desconforto ao empresário Ari Emanuel, presidente da WME/IMG. Já as negociações com a Univisión (que também envolvem a transmissão do concurso Miss USA para o público hispânico) sequer começaram.
Até junho, NBC e Univisión eram parceiras da MUO em contratos assinados pelo ex-gestor da entidade, Donald Trump, que valeriam até 2018 e 2019, respectivamente. O rompimento se deu em função de declarações dadas por Trump, quando do lançamento de sua pré-candidatura à Presidência americana pelo Partido Republicano, chamando imigrantes ilegais mexicanos de “traficantes de drogas”, “criminosos”, “contrabandistas” e “estupradores”. Agora, caberá a Emanuel renegociar esses acordos, mesmo que seja por valores inferiores aos que eram praticados por Trump.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Duas semanas após troca de comando, concurso Miss Universo permanece sem direitos de TV nos EUA

  1. Pingback: Com mudança de mãos, caminhos para a realização do Miss Universo 2015 em Bogotá estão reabertos | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s