Nas quatro edições anteriores do Miss Brasil que o Críticas avaliou, RJ só não emplacou favorita ao título em 2014


Contra todas as expectativas, Hosana Eliot se classificou entre as 15 semifinalistas, em Fortaleza. E parou por aí

Da redação TV em Análise

Lucas Ismael/Band/Divulgação/23.09.2014


Carioca estava na 19ª colocação na avaliação final do Críticas

A entrada da niteroiense Nathalia Pinheiro no ranking de cinco favoritas ao título de Miss Brasil 2015 antes mesmo do início de sua programação oficial recolocou o Rio de Janeiro no patamar mais alto da disputa do título mais importante da beleza feminina. Levando-se em conta as últimas avaliações que o TV em Análise Críticas fez antes de cada edição do Miss Brasil entre 2011 e 2014, o Estado fluminense colocou suas candidatas entre as favoritas ao título em três oportunidades. Em uma delas, em 2013, chegou a ficar em primeiro lugar antes das avaliações gerais que definiriam as 15 favoritas ao título de Miss Brasil daquele ano, cujas finais ocorreram em Belo Horizonte. Na avaliação final, publicada horas antes do concurso, em 28 de setembro, Orama Valentim, representante de Campos dos Goytacazes na disputa estadual, caíra para a sétima colocação e amargaria uma humilhante classificação entre as 15 semifinalistas, acertada pelo Críticas.
A outra oportunidade em que o Rio conseguiu emplacar uma favorita ao título de Miss Brasil nas avaliações parciais do Críticas ocorreu em 2011. À época, Mariana Figueiredo ficara em terceiro lugar na última avaliação parcial que o Críticas fizera após os concursos estaduais válidos pela edição do Miss Brasil daquele ano, realizado em São Paulo. No entanto, a avaliação final baseada em trackings jogou a representante fluminense para um humilhante 23º lugar. No final das contas, a representante de Teresópolis acabou não classificada entre as 15 semifinalistas. Um ano após o desastre de Mariana Figueiredo, veio a oportunidade da coordenação do concurso fluminense chamar a mineira Rayanne Morais para representar o balneário de Armação dos Búzios (mesma cidade representada por Nathalia Pinheiro em 2015). Na última parcial do Críticas válida pelo Miss Brasil 2012, realizado em Fortaleza, Rayanne (ora confinada no reality A Fasenda 8, da Rede Record) ocupava a décima colocação, a última possível à época para efeito de classificação entre as semifinalistas. Fechou a avaliação final na quarta colocação e confirmou sua classificação entre as 10 semifinalistas do júri oficial, acertada pelo Críticas.
O único erro do Críticas em relação às perspectivas de classificação de uma candidata fluminense ao Miss Brasil ocorreu em 2014. Na última avaliação parcial após os concursos estaduais, a candidata da capital fluminense Hosana Eliot aparecia em 16º lugar, despencando para 19º na avaliação final divulgada às vésperas do concurso, realizado em 27 de setembro, no Centro de Eventos do Ceará. No frigir dos ovos, do eggs and bacon, Hosana acabou classificada entre as 15 semifinalistas contra todas as expectativas que a prejudicavam. O evolutivo detalhado está na tabela abaixo:

GANGORRA CARIOCA
Após as rodadas de concursos estaduais, candidatas do Rio de Janeiro saem como favoritas ao titulo de Miss Brasil, mas acabam esvaziadas durante as votações do júri oficial. Detalhe: o Estado não vence o concurso desde 1981
Ano Candidata Cidade Ranking TV em Análise Críticas Classificação oficial
2011 Mariana Figueiredo Teresópolis 23º Fora do top 15
2012 Rayanne Morais Armação dos Búzios Top 10(*)
2013 Orama Valentim Campos dos Goytacazes Top 15(**)
2014 Hosana Eliot Rio de Janeiro 19º Top 15(**)
2015 Nathalia Pinheiro Armação dos Búzios 4º(***) ?
(*)Critério de classificação válido para o Miss Brasil 2012
(**)Critério de classificação vigente desde o Miss Brasil 2013
(***)Classificação na rodada divulgada em 27/09/2015

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, Nossas Venezuelas, Numb3rs, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s