A cronologia da crise que afeta a realização do concurso Miss Universo 2015


Estopim foi dado por declarações de Trump contra imigrantes mexicanos

Da redação TV em Análise

A seguir, a cronologia detalhada dos fatos relacionados à crise que afeta a realização da 64ª edição do concurso Miss Universo:

Brendan McDermid/Reuters/16.06.2015

20 de junho de 2015 – Durante o pré-lançamento de sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano, o empresário Donald Trump, co proprietário da Miss Universe Organization, faz discurso chamando os imigrantes ilegais mexicanos que residem nos Estados Unidos de “traficantes de drogas”, “corruptos”, “criminosos” e “estupradores”;

25 de junho de 2015 – Como consequência dos ataques de Trump aos imigrantes mexicanos, a rede de televisão hispânica Univisión anuncia que não irá transmitir o concurso Miss Universo 2015 e anuncia boicote também à transmissão do Miss USA 2015, que seria feita pelo canal pago UniMás, pertencente ao grupo;

Nuestra Belleza Mexico/Divulgação/08.07.2015

26 de junho de 2015 – O grupo mexicano de mídia Televisa corta relações com Trump e anuncia que não enviará Wendy Esparza para o Miss Universo 2015;

29 de junho de 2015 – A rede NBC, que detinha os direitos de transmissão dos eventos da MUO em inglês para os Estados Unidos, cancela o contrato de transmissão dos concursos Miss Universo e Miss USA e afasta Donald Trump do posto de apresentador da franquia de realities The Apprentice. Simultaneamente a esta decisão, várias celebridades começam a se retirar do posto de jurados, atrações musicais, comentaristas e co apresentadores do concurso Miss USA 2015;

30 de junho de 2015 – Em declaração pública, a MUO confirma a realização do Miss USA 2015 para o dia 12 de julho, na cidade de Baton Rouge (Luisiana). Na mesma data, as coordenações da Costa Rica e Panamá anunciam boicote ao Miss Universo 2015 devido às declarações discriminatórias de Trump. A cidade de Bogotá retira sua candidatura para sediar o certame, anunciada em abril;

2 de julho de 2015 – Por apenas US$ 100 mil, o canal pago Reelz adquire, de forma emergencial, os direitos de transmissão do concurso Miss USA 2015. Uma petição online pedindo a volta da NBC como geradora oficial do concurso chega a circular, mas não consegue o número mínimo de assinaturas;

Josh Brasted/Getty Images/12.07.2015

12 de julho de 2015 – A coroação da oklahomana Olivia Jordan coloca o Miss USA 2015 no posto de programa mais comentado no Twitter nos Estados Unidos. Apesar disso, o concurso amarga a pior audiência de toda a história, registrando apenas 925 mil telespectadores na transmissão do ReelzChannel;

Frederick M. Brown/Getty Images/09.08.2015

9 de agosto de 2015 – Durante a participação do ReelzChannel no TCA Summer Press Tour, em Beverly Hills, o presidente do canal Stanley E. Hubbard se diz “extremamente orgulhoso” em ter salvado a transmissão televisiva do Miss USA 2015, apesar da perda violenta de público e das defecções que o concurso sofreu em virtude das declarações racistas de Trump, também condenadas por Hubbard. O executivo descarta, de início, negociações para transmitir o concurso Miss Universo 2015.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Concursos de beleza, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

15 respostas para A cronologia da crise que afeta a realização do concurso Miss Universo 2015

  1. Pingback: Coordenadores de concursos latinos começam a se mobilizar para derrubar Trump do controle do concurso Miss Universo | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: EXCLUSIVO: Sai a 12ª avaliação parcial do Críticas para o concurso Miss Universo 2015 | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: Saída de Donald Trump da Miss Universe Organization divide internautas do Críticas | TV em Análise Críticas

  4. Pingback: Com data definida para o Miss Brasil 2015, Band volta a negociar patrocínios para o concurso | TV em Análise Críticas

  5. Pingback: Com mudança de mãos, caminhos para a realização do Miss Universo 2015 em Bogotá estão reabertos | TV em Análise Críticas

  6. Pingback: Apesar de troca de controle acionário e boatos, Paula Shugart segue na presidência da Miss Universe Organization | TV em Análise Críticas

  7. Pingback: Em horário de verão, concurso Miss Brasil 2015 pode ter menos audiência que edições anteriores | TV em Análise Críticas

  8. Pingback: Após venda à WME/IMG, funcionários da Miss Universe Organization na Trump Tower vivem clima de medo | TV em Análise Críticas

  9. Pingback: FOX assina com a WME/IMG e assume direitos de transmissão dos concursos Miss Universo e Miss USA | TV em Análise Críticas

  10. Pingback: Ao assinar com a Miss Universe Organization, FOX pode estar pagando mais do que a entidade vale ao longo de cinco anos | TV em Análise Críticas

  11. Pingback: Não há mais patrocinadores de alto nível que sustentem o projeto de misses da Band | TV em Análise Críticas

  12. Pingback: Empresário judeu que comprou concurso Miss Universo de Donald Trump está entre os apoiadores de pré-candidatura democrata de Hillary Clinton à Casa Branca | TV em Análise Críticas

  13. Pingback: Alguém informe o Nelito Marques que Donald Trump não é mais dono do concurso Miss Universo | TV em Análise Críticas

  14. Pingback: Os vencedores do 88º Oscar, em detalhes e estatísticas | TV em Análise Críticas

  15. Pingback: Os desafios da WME/IMG para definir as sedes dos eventos da Miss Universe Organization em 2016 | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s