Band e Miss Universe Organization fazem jogo de empurra por data do Miss Brasil 2015


Emissora tenta marcar data do concurso nacional, mas entidade americana que rege o concurso estaria impondo dificuldades

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Lucas Ismael/Band/Divulgação/27.09.2014


Indefinição no Miss Brasil 2015: afinal, de quem é a culpa?

Missólogos de todo o país já começaram a encher a caixa de comentários do Facebook da organização do concurso Miss Brasil com reclamações sobre a falta de postura da Enter, empresa de eventos do Grupo Bandeirantes de Comunicação, em definir a data do concurso Miss Brasil 2015. Segundo uma fonte da Enter, o atraso na divulgação da data do concurso se deve a problemas administrativos da Miss Universe Organization, entidade americana responsável por promover o concurso de Miss Universo, para o qual vai a vencedora do Miss Brasil, transmitido pela Band desde 2003, mas promovido pela emissora paulista desde 2012.
De acordo com essa mesma fonte, também estaria pesando contra a tomada de providências imediatas acerca do Miss Brasil 2015 a crise econômica que o país está atravessando e já afetou alguns negócios do Grupo Band. Em maio, a emissora da Band em Palmas, capital do Tocantins, precisou ser fechada como parte de um programa de contenção de gastos. Essa emissora transmitiu o concurso Miss Tocantins em 2013. Coordenações estaduais ligadas a emissoras da Band na Bahia, Minas Gerais e Rio Grande do Sul também sofreram cortes de gastos na realização de seus concursos. A Band Rio ainda não decidiu se vai ou não transmitir o Miss Rio de Janeiro 2015, previsto para o próximo dia 15, na capital fluminense.
Reportagem publicada na segunda-feira (3) pelo TV em Análise Críticas demonstrou que o controle acionário de 49% da MUO poderia passar para as mãos de sua atual presidenta, a produtora de TV Paula Shugart, funcionária contratada por Donald Trump, atual co proprietário da entidade, em 1998. Shugart, que já trabalhou em premiações importantes como American Music Awards, Oscars e Golden Globe Awards, assumiu a presidência da MUO em 2001 e tocou sozinha a produção do concurso Miss USA 2015, depois das defecções verificadas em função das declarações discriminatórias de Trump contra imigrantes ilegais mexicanos quando do lançamento de sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos, pelo Partido Republicano, no dia 20 de junho, principalmente de celebridades e das então detentoras dos direitos de transmissão do concurso nos Estados Unidos, a NBC e a Univisión.
Ainda de acordo com a matéria, caberá a Shugart renegociar os contratos de transmissão do Miss Universo 2015 para México, Costa Rica e Panamá, cujas coordenações nacionais desertaram do concurso em função das declarações de Trump, consideradas “ofensivas” pelas direções dos grupos Televisa, Teletica e Telemetro, além do retorno desses países à disputa, que passaria a ter 88 candidatas ao invés das 85 inicialmente previstas.

Grana

Segundo a fonte da Enter, que pediu para não ser identificada, a pressão dentro da Band para definir a data do Miss Brasil 2015 já é grande, sobretudo vinda de seu departamento comercial, que quer o concurso na grade para poder vender o resto do projeto Miss 2015, que abriga além do Miss Brasil e do Miss Universo, alguns concursos estaduais promovidos por emissoras próprias ou afiliadas. No entanto, um dos vice-presidentes da Band, cuja identidade será preservada, teria pedido para “maneirar” na condução dos negócios relativos ao certame, já que a prioridade da Band é tentar fechar o plano comercial para a Rio 2016, Olimpíada de Verão que vai ser realizada daqui a exatamente um ano. E cujos direitos já foram pagos antecipadamente à Rede Globo e ao Comitê Olímpico Internacional (COI) para seu licenciamento.
Temerosos, diretores da Band tentaram em vão negociar com governos estaduais para a realização do Miss Brasil 2015, mas os programas de austeridade e contenção de gastos impostos pelos governadores que assumiram no dia 1º de janeiro, obrigaram uma parte da direção geral da rede a inclinar para a realização do concurso no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo, para diminuir as despesas de deslocamento de equipes de produção e coordenação para outros Estados como Minas Gerais e Ceará, que sediaram o certame entre 2012 e 2014. A crise externa na MUO também já amedronta os diretores da Enter, bastante atordoados com o que vai ser depois que o ciclo de concursos estaduais acabar, no próximo dia 15.
Para piorar, o contrato de produção do Miss Brasil 2015 com a produtora Floresta Conteúdos para Televisão sequer foi assinado até agora, o que também já gera sinais de desespero entre os coordenadores do Miss Brasil, entre eles o missólogo gaúcho Evandro Hazzy, responsável por cinco vitórias de seu Estado no Miss Brasil nos anos em que o concurso esteve nas mãos da Band. A direção da Enter responde a esses comentários informando que terá a confirmação da data do Miss Brasil 2015 “assim que for possível”. Mas esse “assim que for possível” já passou da hora há muito tempo.
Por sua vez, uma fonte da Miss Universe Organization informou ao Críticas que a responsabilidade pela marcação da data do Miss Brasil 2015 “é inteira da coordenação nacional de cada pais franqueado, não nos cabendo qualquer decisão unilateral ou não”. Até o fechamento desta reportagem, a MUO ainda não tinha assinado o contrato de transmissão do Miss Universo 2015 para o território americano. Pelas negociações a serem conduzidas diretamente por Paula Shugart, NBC e Univisión devem levar as ofertas dos direitos de transmissão do concurso em língua inglesa e espanhola, respectivamente, nos mesmos moldes dos acordos anteriormente firmados por Trump. Só que quem deve levar o embolso desta vez deverá ser a NBCUniversal, dona de 51% do controle da MUO, que abrange, além do Miss Universo, os concursos de Miss USA e Miss Teen USA (este sem transmissão de TV tradicional desde 2007).
No caso do Miss Brasil 2015, a MUO estaria fazendo uma série de restrições à Band para poder marcar a data do concurso nacional. Não poderia lançar, por exemplo, nada relacionado ao Miss Brasil na mídia sem anuência prévia de Nova York, cidade onde fica a sede mundial da MUO. Tampouco negociar com governos estaduais sem a permissão da presidência da entidade. A visita de Shawn McClain a Fortaleza, em setembro de 2013, serviu exatamente para isso: dar uma “forcinha” à Band na escolha da capital cearense como sede do Miss Brasil 2014, com o aval do Governo do Ceará. Foi nessa reunião que McClain ficou sabendo das restrições que ocorreriam no Brasil em 2014, devido à Lei Eleitoral: mandou cortar o patrocínio governamental ao Miss Brasil 2014 e incentivou a Band a encontrar apoios na iniciativa privada para a viabilização do concurso nacional no superfaturado Centro de Eventos do Ceará. sem um tostão do Estado empenhado nesse evento. Foi a partir do encontro de McClain no restaurante Lô com o então secretário de Turismo, Bismarck Maia, e diretores da Enter que surgiu toda a boataria acerca de Fortaleza sediar o Miss Universo 2014.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s