As duas primeiras colocadas do Miss USA 2015 estavam entre as 15 favoritas do Críticas


Olivia Jordan, de Oklahoma, e Ylianna Guerra, do Texas, ocupavam a 12ª e 9ª colocações, respectivamente, da avaliação final pré-certame

Da redação TV em Análise

Josh Brasted/Getty Images/Miss USA/Divulgação


No final, Jordan irá para o Miss Universo 2015

Imprevisível, a 64ª edição do concurso Miss USA realizada neste domingo (12), no Baton Rouge River Center, em Baton Rouge (Luisiana), reservou ao TV em Análise Críticas o mérito de ter acertado duas das cinco finalistas (ou 40% do total de candidatas classificadas para a etapa que decidiu a representante americana no Miss Universo 2015). Na caçapa, Ylianna Guerra, do Texas, e Olivia Jordan, de Oklahoma, ocuparam as duas primeiras colocações do Miss USA 2015, que sofreu para ter transmissão televisiva, após as rupturas contratuais da NBC e da Univisión, causadas pelas declarações degradantes de seu ex-proprietário, Donald Trump, que abre cada vez mais terreno com seus discursos odiosos e cheios de rancor anti-imigratório para tentar conseguir a indicação republicana para a Casa Branca em 2016, ao lado do ex-governador da Flórida, Jeb Bush.
No quadro de 15 semifinalistas, o Críticas acertou a classificação de seis candidatas, ou 40% do total de candidatas classificadas. Entraram nesse grupo, além de Guerra e Jordan, as candidatas da Luisiana, Candice Bennatt, do Kentucky, Katie George, de Nova York, Thatiana Diaz, e da Virgínia, Laura Puleo. Na avaliação final que o Críticas divulgou no sábado (11), Bennatt era a candidata do top 15 oficial com melhor classificação, ocupando o terceiro lugar. Katie George ocupava a quinta colocação, seguida de Thatiana Diaz, que estava em sexto, e de Laura Puleo, que estava em sétimo lugar. Chama atenção, no entanto, as colocações de Ylianna Guerra (9ª) e de Olivia Jordan (12ª), talvez prevendo o que viria mais adiante, na definição dos cinco primeiros lugares.
Já na definição das 11 semifinalistas para a etapa de trajes de gala (uma delas salva pelo voto popular), a margem de acerto do Críticas foi de 36,36%, envolvendo as candidatas da Luisiana, Oklahoma, Texas e Kentucky. Na definição das cinco finalistas, o Críticas teve margem de acerto de 40%, que cobriu as representantes do Oklahoma e Texas.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, Numb3rs, Outras Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para As duas primeiras colocadas do Miss USA 2015 estavam entre as 15 favoritas do Críticas

  1. Pingback: Segunda colocada no Miss USA 2016, havaiana Chelsea Hardin esteve entre as 15 favoritas do Críticas | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s