Canal da minissérie The Kennedys vai exibir Miss USA 2015, mas petição quer concurso na NBC


Acordo emergencial foi assinado pela Miss Universe Organization

Da redação TV em Análise

Stacy Revere/Getty Images/08.06.2014


Nia Sanchez fará sucessora em emissora paga

Acabou a novela da transmissão televisiva do concurso Miss USA 2015: após ser ejetado das grades da NBC e da Univisión, o concurso será pela primeira vez em 51 anos como evento independente televisionado por um canal pago independente, o Reelz, sediado em Albuquerque (Novo México), que se tornou conhecido em 2012 por vencer uma disputa com outros canais para exibir a controversa minissérie The Kennedys, estrelada por Katie Holmes. O anúncio foi feito pela Miss Universe Organization na manhã desta quinta-feira (2), através de suas redes sociais e em comunicado da própria Reelz.
Devido a declarações consideradas racistas por parte das direções da NBC e da Univisión, Donald Trump perdeu US$ 27 milhões com os contratos de transmissão do Miss USA e Miss Universo em língua inglesa e língua espanhola para os Estados Unidos. O acordo com a NBC iria terminar somente em 2018, mas a parceria para os certames vinha desde 2003. Já a parceria com a Univisión, assinada em janeiro, não foi posta em prática devido aos comentários rancorosos de Trump sobre imigrantes ilegais mexicanos, atribuindo-lhes tráfico de drogas, estupro e ondas de criminalidade em cidades importantes.
Apesar do acordo, circula uma petição online pedindo que a NBC reconsidere a decisão de cancelar a exibição do Miss USA 2015 e volte atrás para exibir o concurso em TV aberta.Até o fechamento desta reportagem, 1.766 pessoas tinham assinado o pedido, que precisa de um quórum mínimo de 2.500 assinaturas. “Por favor, NBC, reconsidere a transmissão do concurso no dia 12 de julho. Estas mulheres (as 51 candidatas estaduais que já cumprem programação em Baton Rouge, Luisiana) precisam de seu reconhecimento por tudo o que foi posto de seu trabalho duro em favor de seus reinados longos”, finaliza o texto, assinado por uma missóloga texana.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Outras Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Canal da minissérie The Kennedys vai exibir Miss USA 2015, mas petição quer concurso na NBC

  1. Pingback: Com a retirada da candidatura de Bogotá e de patrocinador, inferno de Trump no Miss Universo só aumenta | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: Exibido em canal pago, Miss USA 2015 registra derrocada de público em relação a 2014 | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: A cronologia da crise que afeta a realização do concurso Miss Universo 2015 | TV em Análise Críticas

  4. Pingback: FOX assina com a WME/IMG e assume direitos de transmissão dos concursos Miss Universo e Miss USA | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s