Tempo começa a correr para a Band vender o Miss Brasil 2015 ao mercado


Concurso deve acontecer dia 26 de setembro, em São Paulo

Da redação TV em Análise

Lucas Ismael/Band/Divulgação/27.09.2014


Concurso deverá ter uma cota nacional a menos em relação a 2014

A direção comercial da Rede Bandeirantes já está começando a vender às agências e anunciantes o plano comercial do concurso Miss Brasil 2015, que deve ser realizado no dia 26 de setembro, no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo. A informação foi confirmada ao TV em Análise Críticas por um alto executivo da emissora, que pediu para não ser identificado. A quantidade de cotas não foi revelada, mas especula-se internamente, entre gente do meio, que a emissora venha trabalhar com apenas quatro cotas nacionais para serem vendidas.
Em outros anos, a Band chegou a vender até seis cotas de patrocínio para uma única edição do Miss Brasil, como ocorreu em 2005, quando veio o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro convertido em cota publicitária. O concurso daquele ano ocorreu nos apertados salões do Copacabana Palace, na zona sul da capital fluminense. Para a realização do Miss Brasil 2014, em Fortaleza, a Band vendeu cinco cotas de patrocínio, sendo duas para empresas do Ceará (Handara e Beach Park) e as restantes para empresas sediadas em São Paulo (Amanco, Nivea e Bombril).
O agravamento da crise econômica no país obrigou a Band a puxar o freio de mão em relação a planos mais ambiciosos para o projeto Miss 2015, que incluiriam a realização do Miss Universo 2015 em Fortaleza – candidatura essa já descartada. Com o processo de demissões nas emissoras da rede, a Band se viu obrigada a passar todo o processo de produção do Miss Brasil 2015 para a empresa Floresta, que vai fazer a captação de imagens no Anhembi, cabendo à Band apenas transmitir o certame pela TV e via internet, através de seu portal. Além do Miss São Paulo, realizado em maio, nenhum outro concurso estadual será transmitido para todo o país pela TV. A partir de agora, todos os certames locais que tiverem exibição pela Band serão apresentados apenas para os Estados de origem. Contribuiu para essa decisão a má performance da exibição do concurso de Miss São Paulo no Grande Rio, que registrou apenas 0,6 ponto de média.
Até o fechamento desta reportagem, as direções da Band e da Enter não tinham se manifestado acerca do assunto em suas redes sociais.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Publicidade e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s