Assunto da semana: Pré-upfronts, versão de jornal impresso


Pequeno apetrecho das decisões para a temporada 2015-2016

Jamie McCarthy/NBC/Divulgação/15.02.2015

Não. Por razões de fechamento, o leitor do Notícia da TV não vai ficar nesta crítica sabendo o que a ABC ordenou de novas séries para a temporada 2015-2016. Errado, até descobrir que a referida rede passou à faca o projeto de Delores & Jermaine, sitcom que contaria com Whoopi Goldberg na fileira principal de elenco. Idem o que a The CW fez com os projetos de Cheerleader Death Squad, Dead People e Tales from the Darkside (nada a ver com o Congresso Nacional). Não é coisa que se faça para série dramática de fantasia.

Thw CW/Divulgação

Só considerando-se as redes abertas, a The CW abriu na quinta-feira (7) a movimentação das cinco principais emissoras americanas para as deliberações de decisões acerca da aprovação de novas séries para a próxima temporada televisiva, a começar em setembro. Foram três aprovações de drama: Cordon, Legends of Tomorrow e Crazy Ex-Girlfriend. Ante a renovação de oito séries, resta saber onde acomodar tanta produção novata nesse canal, excetuando-se os espaços dados a realities e besteiras afins.

Virginia Sherwood/NBC/Divulgação

De coisa ruim em coisa ruim, a NBC tratou de aprovar seis séries no curto interlúdio de uma semana. Três dramas. Blindspot, Chicago Med e Heartbreaker (não é canção). Três comédias. People Are Talking, Crowded e Superstore (adaptação de projeto estrangeiro, como Cordon, da CW). Isso para se somar à previamente contratada Shades of Blue, da cantora Jennifer Lopez, decidida a retomar o lado atriz que a alçou para o estrelato, duas décadas atrás. Não em comédia romântica besta e sim em dramalhão policial do bom.

Danny Feld/ABC/Divulgação

Sem meter a Marisa Monte no meio, a grande desafinação desta semana antes dos upfronts formais das redes foi o cancelamento da relativamente engraçada The Mindy Project, pela FOX, após a exibição de três temporadas. Mas, como bons doutores que são, os produtores tentarão recorrer ao streaming do Hulu para tentar dar sobrevida até 2017. Coisa que Hart of Dixie, The Messengers (CW) e Revenge (ABC) não terão. Vão ver suas Victorias Grayson e Emilies Thorne queimarem na fogueira como Joana D’Arc. Até domingo.

Publicação simultânea com o caderno Notícia da TV do Jornal Meio Norte que circula no domingo (10/5)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Coluna da Semana, Programação, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s