Depois da vitória colombiana em 2014, como ficaram os jejuns mais longos de títulos no concurso de Miss Universo


País sul-americano estava na fila há 56 anos, seis meses e 25 dias

Da redação TV em Análise

Darren Decker/Miss Universe Organization/Divulgação/26.01.2015


Paulina Vega acabou com a “seca” da Colômbia no certame

A vitória da colombiana Paulina Vega Dieppa, 22, na 63ª edição do concurso de Miss Universo, realizada na noite do domingo (25), em Miami, encerrou uma longa espera do país por títulos, que vinha desde a coroação de Luz Marina Zuluaga, em 1958, na penúltima edição do certame realizada em Long Beach (Califórnia). Desde então, passaram-se 20.637 dias (o que equivale a 56 anos, seis meses e 25 dias).
Até o Miss Universo 2014, a Colômbia detinha o terceiro maior jejum de títulos entre os países que participam do certame. Com a eleição de Dieppa, a Argentina passa a ser o país da América do Sul com o segundo maior jejum de títulos (não vence desde 1962, com Norma Maria Nolán, em Miami Beach). No geral, a terceira maior “seca” de títulos passa a pertencer à Alemanha (que também levou título em Miami Beach, em 1961, com Marlene Schmidt). O Brasil passa a ter o segundo maior jejum de títulos entre os países sul-americanos no Miss Universo (não vence há 47 anos). No geral, o terceiro maior jejum é da Grécia, cujo único título veio há 41 anos.
Na tabela abaixo, os 15 maiores jejuns de títulos após a realização do concurso Miss Universo 2014, na FIU Arena:

OS 15 MAIORES JEJUNS DE TÍTULOS NO MISS UNIVERSO PARA 2015
Com a eleição da colombiana Paulina Vega, em 2014, Alemanha passa a ter a terceira maior “seca” de vitórias no certame; francesas estão na fila há mais tempo
País Ano do último título Tempo de jejum (em anos)
França 1953 62
Peru 1957 58
Alemanha 1961 54
Argentina 1962 53
Grécia 1964 51
Brasil 1968 47
Líbano 1971 44
Filipinas 1973 42
Espanha 1974 41
Finlândia 1975 40
Israel 1976 39
África do Sul 1978 37
Nova Zelândia 1983 32
Suécia 1984 31
Chile 1987 28

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Depois da vitória colombiana em 2014, como ficaram os jejuns mais longos de títulos no concurso de Miss Universo

  1. Pingback: Com vitória filipina em 2015, Tailândia passa a ter o 15º maior jejum de títulos de Miss Universo | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s