Registros da audiência americana entre a segunda-feira, 29 de dezembro, e a quarta-feira, 31 de dezembro de 2014


Entre os destaques, Mike & Molly, Kennedy Center Honors e programas de virada da ABC, FOX e NBC com Seacrest, Daly e Pitbull

Da redação TV em Análise

Reprodução/Facebook/Jenny McCarthy/31.12.2014


SANDUÍCHE DE NÚMEROS
Jennifer “Jenny” McCarthy “comendo” Pitbull, Carson Daly e um script de Stalker

A última leva de especiais de fim de ano das cinco principais redes abertas americanas para 2014 teve os seguintes registros:

29/12 (2ª feira)

CBS: Único inédito da noite, Mike & Molly registrou em seu episódio de Ano Novo 8,4 milhões de telespectadores, média de 5,2 e share domiciliar de 9 pontos. Liderou entre os telespectadores na faixa de 18 a 49 anos com média de 1,8 entre os programas exibidos na faixa das 20 às 21h.

30/12 (3ª feira)

CBS: A 37ª edição do Kennedy Center Honors registrou em suas duas horas de duração 9,1 milhões de telespectadores, média de 5,9 e share de 10. Foi o único programa inédito da noite entre as cinco principais redes abertas americanas.

31/12 (4ª feira)

Sem maiores problemas, a ABC conseguiu liderar o escopo do último horário nobre de 2014 com o tradicional Dick Clark Primetime New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest. Em números absolutos, foram 9,6 milhões de telespectadores, média de 4,8 e share domiciliar de 10 pontos. Na segunda colocação, as reprises de procedurals da CBS (4,7 milhões de telespectadores, média de 3 e share de 6) desbancaram os especiais da NBC (4,9 milhões de telespectadores, média de 2,9 e share de 6).
Por fora, o novato Pitbull’s New Year’s Revolution, gerado de Miami, rendeu à FOX 2,2 milhões de telespectadores, média de 1,2 e share de 2. Na última colocação, a reprise da primeira noite do iHeartRadio Music Festival 2014 fez a The CW registrar 1 milhão de telespectadores, média de 0,6 e share de 1 ponto.
Entre os telespectadores na faixa de 18 a 49 anos, a ABC também liderou, com média de 2,7. Na segunda colocação, a NBC registrou 1,2 ponto. Com Pitbull saudando 2015 em seu primeiro ato de horário nobre, a FOX ficou abaixo de 1 ponto – registrou 0,7. Mesmo comportamento foi verificado pelos blocos de reprises da CBS (0,6) e da The CW (0,3).
Hora por hora (horários da costa leste americana), os dados da Nielsen Media Research:

20h

ABC: Dick Clark Primetime New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest – ao vivo (7 milhões, 3,8/7)
CBS: Blue Bloods – reprise (5,4 milhões, 3,5/7)
NBC: Especial – A Toast to 2014 (4,3 milhões, 2,7/5)
FOX: Pitbull’s New Year’s Revolution – ao vivo (2,2 milhões, 1,2/2)
The CW: iHeartRadio Music Festival 2014, noite 1 – reprise (1,2 milhão, 0,7/1)

Líder 18-49: Dick Clark Primetime New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest (1,8)

21h

ABC: Dick Clark Primetime New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest – ao vivo (9 milhões, 4,6/9)
NBC: New Year’s Eve with Carson Daly – ao vivo (5,1 milhões, 3,0/6)
CBS: Criminal Minds – reprise (4,6 milhões, 3,0/6)
FOX: Pitbull’s New Year’s Revolution – ao vivo (2,3 milhões, 1,2/2)
The CW: iHeartRadio Music Festival 2014, noite 1 – reprise (1 milhão, 0,5/1)

Líder 18-49: Dick Clark Primetime New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest (2,6)

22h

ABC: Dick Clark Primetime New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest – ao vivo (12,8 milhões, 6,1/12)
NBC: New Year’s Eve with Carson Daly – ao vivo (5,4 milhões, 2,9/6)
CBS: Stalker – reprise (3,9 milhões, 2,6/5)

Líder 18-49: Dick Clark Primetime New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest (2,7)

NOTA: Os números acima divulgados são preliminares e estão sujeitos a modificação. Incluem audiência ao vivo e DVR para exibição na mesma noite

Em função do feriado de Ano Novo, os números dos canais pagos para o último dia de 2014 não tinham sido processados pela Nielsen até o fechamento desta matéria.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Canta USA, Especiais, Eventos, Ibopes da vida, Numb3rs, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s