Registros das audiências americanas dos especiais de fim de ano exibidos entre o domingo, 7 de dezembro, e a terça-feira, 9 de dezembro de 2014


Reprise de animação dos anos 1960 e versão colorizada de I Love Lucy dão mais público que lingeries da Victoria’s Secret

Da redação TV em Análise

CBS/Divulgação


Sai mais em conta passar um programa velho…

Na segunda semana de exibição de especiais de fim de ano em parte das cinco principais redes abertas americanas, a principal audiência não foi do desfile de calcinhas e sutiãs milionários da Victoria’s Secret, mas de um resgate arqueológico feito pela própria CBS: a versão colorizada de dois episódios de I Love Lucy. Levado ao ar no domingo (7), o lote de episódios teve 300 mil telespectadores a mais que a superprodução gravada em Londres com cachês atmosféricos de modelos como Alessandra Ambrosio, Lilly Aldrige, Behati “Adam do The Voice” e Adriana Lima e de músicos como Ed Sheeran, Taylor Swift, Hoozier e Ariana Grande. Além de dar mais público, saiu mais barato.

Pascal Le Segretain/Getty Images/02.12.2014


…do que torrar milhões com produções horrendas como essa

Destacão mesmo da semana foi a reprise sacal de Rudolph, the Red-Nosed Reindeer na mesma CBS, provando que aproveitar material velho, de quase 50 anos atrás, sai mais em conta que torrar dinheiro com espetáculos chatérrimos de luz, som, brilho e gloss, feitos apenas para ocupar espaço em sites e órgãos de imprensa (especialmente a imprensa venal, velhaca, senil e gagá). Dia após dia, os destaques de cada emissora citada, de acordo com as medições da Nielsen Media Research:

7/12 (domingo)

CBS: O bloco de episódios temáticos colorizados de I Love Lucy registrou 9,4 milhões de telespectadores, média de 5,7 e share domiciliar de 9 pontos. Em sua faixa de exibição (20h) perdeu apenas para o Sunday Night Football da NBC entre San Diego Chargers e New England Patriots, que teve praticamente o dobro de público – 17,2 milhões de telespectadores, média de 10,3 e share de 16. Em campo, a equipe da Califórnia perdeu em casa, no Qualcomm Stadium, por 23 a 14.

8/12 (2ª feira)

ABC: A segunda temporada de The Great Christmas Light Fight (competição de iluminação natalina de casas da mesma distribuidora do American Idol) começou com 7,65 milhões de telespectadores, média de 4,6 e share de 7.
CBS: Para tapar o buraco da cancelada The Millers, a quinta temporada de Mike & Molly estreou com 7,95 milhões de telespectadores, média de 4,9 e share de 8.
NBC: A apresentação dos cinco finalistas da sétima temporada de The Voice teve 10,65 milhões de telespectadores, média de 6,7 e share de 10. Foi o programa mais visto da noite entre as cinco principais redes abertas americanas.

9/12 (3ª feira)

CBS: A despeito de ter liderado na faixa de telespectadores entre 18 a 49 anos, com média de 2,8 pontos, a insuportável e irritante reprise de Rudolph, the Red-Nosed Reindeer na faixa das 20h perdeu em total de telespectadores – 10,7 milhões, média de 5,6 e share de 9 – para o programa de resultados que definiu os quatro finalistas do The Voice, na NBC – 10,9 milhões, média de 6,9 e share de 11.
Mais tarde, às 22h, o insosso Victoria’s Secret Fashion Show registrou 9,1 milhões de telespectadores, média de 5,8 e share de 10. Mais que o dobro do especial de jornalismo que a mesma NBC levou ao ar – Angelina Jolie: Unbroken – the Real Story teve apenas 4,75 milhões de telespectadores, média de 3,2 e share de 5. Na faixa 18-49, o VSFS (a ser exibido no Brasil a partir desta sexta-feira [20] pelo canal pago TNT) liderou o horário com média de 3,3.
ABC: Outra reprise de animação imposta em grade para o período de festas, Santa Claus is Comin’ to Town, teve bem menos público que Rudolph – 4,2 milhões de telespectadores, média de 2,6 e share de 4.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Especiais, Eventos, Ibopes da vida, Numb3rs, Reality-shows e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s