Derrocada de audiência do concurso Miss Brasil, denunciada pelo Críticas, vira destaque na Folha de S. Paulo


Colunista Keila Jimenez comparou números do Miss Brasil 2014, sublicenciado pela Globo à Band, com os do Miss Brasil 1984, promovido e exibido pelo SBT

Da redação TV em Análise

Lucas Ismael/Band/Divulgação/30.09.2014


Eleição da cearense Melissa Gurgel ficou engasgada no Ibope paulistano

A publicação, pelo TV em Análise Críticas, do histórico de audiência do concurso Miss Brasil entre 1982 e 2014, na tarde desta segunda-feira (29), repercutiu como uma bomba para uma das principais colunistas de TV do país, Keila Jimenez, do jornal Folha de S. Paulo. Em postagem publicada na madrugada desta terça-feira (30), a jornalista assinala que o certame, realizado na noite do sábado (27) no superfaturado Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, e vencido pela candidata da casa, Melissa Gurgel, “marcou 2,9 pontos de ibope na Band [na medição realizada na Grande São Paulo, principal praça para as decisões do mercado publicitário brasileiro]”. “Em 2013, o concurso registrou 3,9 pontos de média”, registrou a repórter.
Em comparação a 2013, o concurso Miss Brasil perdeu 1 ponto, mas se levado em conta o histórico na Band, desde 2003, o certame perdeu 4,1 pontos na média, praticamente o mesmo número registrado pelo concurso Miss Brasil 2008.
Ainda de acordo com Jimenez, o concurso Miss Brasil 1984, exibido pelo SBT no dia 9 de junho do ano em questão, marcou 35 pontos de média. Em 30 anos, o certame perdeu 32,1 pontos na média, mais ou menos o registrado por um capítulo da atual novela das 21h da Rede Globo, Império, exibido em dia útil e de revelações importantes. A trama é escrita por Aguinaldo Silva, 71, que, em agosto de 2010, fez duros ataques à Miss Brasil de então, a capixaba Débora Lyra (eleita por Minas Gerais), ora confinada no reality A Fazenda, da Rede Record. “Sabem quando o Brasil vai ganhar o Miss Universo? Quando derem nota máxima ao quesito bunda. Nossas mulheres estão cada vez mais Raimundas”, disse.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Imprensa, Nossas Venezuelas, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s