Enquanto a Record dava aula de jornalismo na prisão do médico-estuprador Abdelmassih, a Globo passava clipe do Roupa Nova de 1981


Sapato Novo(*), composição de Neca do Itaú, Claire Danes, Rachel Sheherazade, Antônio Ermírio de Morais, Mário Amato, Jorge Bornhausen, Gilmar Mendes, ACM Neto, Fausto Silva, Luciano Huck, Mariska Hargitay, William Bonner, Zeca Camargo, Renata Fan, Capitão Guimarães, Flávio Cavalcanti, Miley Cyrus, Kim Kaskateira e Ney Matogrosso

A seguir, o texto do repórter Fernando Oliveira, do R7:

Domingo Espetacular dá uma aula de bom jornalismo com prisão de Roger Abdelmassih

Bons jornalistas investigativos sabem que uma grande reportagem não se faz do dia para a noite. É trabalho longo, duro, detalhista. Quem assistiu ao Domingo Espetacular no último domingo (24) pôde ver uma mostra disso. A equipe do jornalístico, ao longo de dois anos, seguiu os passos de um dos mais famosos foragidos da Justiça brasileira: Roger Abdelmassih, conhecido como médico de celebridades, acusado de estupro por algumas de suas ex-pacientes.
Ao longo de 52 minutos, o que se viu foi um grande esforço de reportagem. Em nome de uma boa pauta, a equipe, que contou com o produtor Leandro Sant’Anna e os repórteres Raul Dias Filho e Michael Keller, viajou à Europa, ao Mato Grosso, ao interior de São Paulo e, finalmente, ao Paraguai, onde o suspeito se encontrava, vivendo numa mansão com a mulher e dois filhos. Com tempo para contar a história, a matéria fugiu ao que se esperava. A prisão já não era novidade. O que havia de exclusivo era o custoso processo de investigação e checagem de informações que levariam ao paradeiro do fugitivo. Um quebra-cabeça foi montado aos olhos do espectador. Os jornalistas tiveram acesso ao interior de uma fazenda repleta de objetos pessoais do médico. Conversaram com vizinhos. Descobriram o esquema de envio de dinheiro para outro país. Desvendaram um código utilizado para facilitar a comunicação com parentes. Do início ao fim, um trabalho repleto de cuidado e esmero.
Chama a atenção, no entanto, a maturidade da equipe que, mesmo tendo em mãos material exclusivo, preferiu não apenas esperar para usá-lo em telejornais da casa, mas também colaborar com as autoridades. Foi também graças ao trabalho da produção que o esforço entre as polícias do Brasil e do Paraguai culminou na prisão. Ficou pressuposto que houve troca de informações entre as partes. E, para sorte de quem esperava por Justiça, o desfecho foi o esperado. Resta às vítimas esperar que ele cumpra parte dos 278 anos aos quais foi condenado.
Não é novidade que jornalísticos dominicais, ao tentar voltar as atenções apenas para o entretenimento ou para formatos inusuais acabam por perder público. Isso porque ignoram que sua matéria-prima é a grande reportagem. O Domingo Espetacular acertou com esta e tem apostado corretamente neste caminho. Deu uma aula. Provou que o jornalismo tem, sim, o poder de colaborar para uma sociedade mais justa.

HBO/Divulgação

“Vocês querem uma epidemia com 120 mil casos? Monstro desgraçado!”
(Doutor Alexander “Ned” Weeks, filosofando ao assistir a captura da besta no Programa da Tarde)

P.S.: E viva também a competência artística de Mark Ruffalo, que está prestes a levar seu Primetime Emmy pela competência artística demonstrada no telefilme The Normal Heart (J.E.L.).

(*)Na verdade, Sapato Velho, de Cláudio Nucci, Mú e Paulinho Tapajós, não Paulinho da Força – que virou pauzinho do Aécioporto)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jornalismo, MPB e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s