Ideias de Marina Silva são tão velhas quanto a Madonna, a Velhaca do Pop, tataravó de Miley Cyrus e Valesca Popozuda


Discurso ambiental de ex-petista não muda há 56 anos

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise
(Atualizado em 17/8/2014, às 13h40)

“Quem precisa do pranto da Dona Renata Campos é a outra (Monica Cerra). E também a Faith Hill, a Carrie Underwood, a Demi Lovato, a Glória Perez, o Sebastian Luis Skid Row Bacci do Tá na M… da Band, a Sônia Abrão e sua sensitiva…”
(Paulo Henrique Amorim, segundo Cuíca de Santo Amaro, Miranda Lambert, Miranda Cosgrove, Miranda do Ídolos, Miranda Richardson, Miranda do Sex and the City e o povo da aprazível cidade de Miranda, Mato Grosso do Sul)

Getty Images/28.01.2014


Na foto, o INSS do pop

Uma rápida olhada pelo texto “Bláblá de 2010 não é a de 2014”, do Conversa Afiada, nos leva a uma constatação:

1-As ideias da ex-senadora e ex-ministra Marina Silva, prestes a ser ungida pelo PSB como candidata presidencial face ao óbito súbito de Eduardo Campos, são tão tacanhas e retrógradas quanto a música da Madonna, rainha do INSS do Pop que completou neste sábado (16), 56 anos de existência da face da Terra;

2-A percepção que se tem do discurso de Marina acerca da conclusão das obras da hidrelétrica de Belo Monte (PA) é de que parou em 1983, quando Madonna Louise Veronica Ciccone, uma jovem de Detroit (Michigan), lançava-se ao mundo com um single chamado Everybody. Não passou daí;

3-Caso eleita, Marina servirá aos interesses da Casa Branca, da Rede Globo de Televisão, dos black blocs, do Cansei, do Instituto Millenium e tornará o missólogo gaúcho Evandro Hazzy como ministro das Comunicações;

4-Para piorar o estado de coisas, Marina vai nomear a pseudo-intelectual Valesca Popozuda para o Ministério da Cultura, que já foi de Gilberto Gil e Anna Buarque de Holanda, irmã do Chico. O da Banda do Festival da Rede Record. O da Valsinha, de Joanna Francesa, Olhos nos Olhos, Vai Passar, Brejo da Cruz, Paratodos, dentre outras grandes composições da MPB;

5-Para terminar, o clipe de Vogue, gravado em 1990 (Vai ver que o discurso da Rêde [Globo de] Sustentabilidade sobre política econômica, salário mínimo, direito da mulher, direitos das minorias, dentre outras coisas, não mudou desde então):

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Canta USA, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Ideias de Marina Silva são tão velhas quanto a Madonna, a Velhaca do Pop, tataravó de Miley Cyrus e Valesca Popozuda

  1. Alberto disse:

    Não é “velhaca do pop” é rainha do pop. Ela não é tataravó de Miley Cyrus, inclusive nem tem. netos. “música tacanha e retrógrada”. Não fale idiotices

    • João Lima disse:

      Rainha do pop com 56 anos? Sério? E Madonna também não é tataravó da Lady GaGa, do Lady Antebellum, da Lady Lú, da Lady Zú? Francamente… E por causa de idiotas como o sr. que este país regride cada vez mais na música, na cultura, na educação, na infra-estrutura (vide os elefantes brancos da Copa) e por aí vai…

      A redação do Críticas, Paulinho da Viola e o elenco de Glee

  2. Alberto disse:

    Sério. Rainha do pop.. É considerada rainha do pop não só por mim, e o é por vários motivos. Não, não é tataravó de nenhuma dessas. Se o país regride ou não, não é por minha culpa. Simplesmente expressei a minha opinião, afinal, o blog tem uma área de comentários para isso. Não sou idiota, somente disse o que penso.

    • João Lima disse:

      Artisticamente falando, é tataravó sim. A música dela é mais ultrapassada que especial de fim-de-ano do Roberto Carlos (o qual não assisto desde que a Maria Rita se foi, junto com o que prestava da MPB – Oswaldo Montenegro, Jararaca e Ratinho, Simonal, Jair Rodrigues, Elis Regina, Ivan Lins, etc).

  3. Alberto disse:

    Sua opinião é essa. Discordo por vários motivos, mas respeito. E os nomes da MPB citados por você são grandes artistas, sem dúvida.

    • João Lima disse:

      São não. Eram antes de serem tragados por lixos e cânceres tipo Maria Gadu, Michel Teló, Luan e Forró Elitizado, CCC, Valesca Popozuda, dentre outros excrementos (só para não citar a m… que o Datena falou do médico-estuprador…). Foram destruídos pela “indústria” (definição usada pela Antonia Fontenelle e não pelo Grupo 14 da FIESP) para se referir aos corvos e abutres que alimentam gentinha como essa, além de Lobão e Roger Moreira, roqueiros decadentes e caquéticos, mais que a Madonna. Esses senhores, a seu exemplo, não mudam seu discurso desde a campanha das Diretas Já (que a Globo sabotou).

      A redação do Críticas

    • João Lima disse:

      “A ditadura militar fez isso. Ia matar todos nós, artistas.
      (Beth Carvalho, segundo Gwen Stefani, Pharrell Williams [que vai processar o SBT], Blake Shelton [que não é o Menino de Ouro da Porteira Transgênica do Vice Gaúcho da Blablarina Silva] e Adam Levine [que escapou de ter ido ao fatídico Show do Dia do Trabalho, em 30 de abril de 1981, no Riocentro])

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s