Assunto da semana: O “A” que faltou nos Emmys de série dramática e uma partida de golfe


O domínio de Pretty Little Liars no 16º TCA e o esnobe dos Emmys

Kevin Winter/Getty Images/10.08.2014


Lucy Hale e sua prancha: recompensa

Escamoteada da lista de indicados ao 66º Primetime Emmy em todas as categorias de série dramática, Pretty Little Liars encontrou, enfim, na 16ª edição dos Teen Choice Awards, realizada no último domingo (10), de emergência no Shrine Auditorium (devido a um aguaceiro que inutilizou o piso do Pauley Pavillion da UCLA), em Los Angeles, sua redenção na temporada de premiações que precede o Oscar do horário nobre americano. Com os votos de seu público-alvo, a trama estrelada por Lucy Hale saiu com cinco pranchas. Beleza.

Kevin Winter/Getty Images/10.08.2014

No voto da turma entre 13 e 17 anos, PLL (cuja trama não é grande coisa para concorrer a Emmy ou Golden Globe) arrebatou as preferências de ator em série dramática para Ian Harding e de atriz desse gênero para a própria Lucy Hale. Para essa molecada, excelência artística não importa – ainda estão no ensino médio. A menos que o melhor reality de competição desta premiação (como de todas as outras da temporada 2013-2014) tenha sido The Voice, nova paixão dos sindicatos técnicos e associações de críticos. Certo.

Jeff Gross/Getty Images/10.08.2014

Atravessada pela rodada final do Campeonato de golfe da PGA, a edição 2014 do Teen Choice Awards reservou para parte das irmãs Kardashian-Jenner do reality do canal E! o momento de guerra de controle remoto. Papai, eu quero ver as Kardashians no Teen Choice Awards! Não minha filha! Deixa papai ver o golfe. Assim que terminar deixo você ver. Eram 21h49 quando o golfe da CBS (cá exibido pela ESPN) acabou e Kim, Kylie e Kendall já tinham ido embora. Dureza ter esse tipo de confronto entre festa de premiação e evento esportivo.

Reprodução de TV?FOX/10.08.2014


5 Seconds of Summer: momento de frescura

Tão decepcionante quanto deixar as Kardashian ser tragadas ao vivo por jogadas de mestre do norte-irlandês Rory McIlroy (com um olho no ranqueamento com vistas à Rio 2016) foi a programação musical apresentada. Teve repertório que remetia ao circo de horrores da Valesca Popozuda no concurso Miss São Paulo da véspera – saquei à ocasião para o canal BIS para ver Simoninha cantar Marvin Gaye. Coisa mais inteligente e limpa. Tanto quanto as saunas em que estavam os rapazes do One Direction e 5 Seconds of Summer. Até domingo.

Publicação simultânea com o caderno Notícia da TV do Jornal Meio Norte que circula no domingo (17/8)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Canta USA, Coluna da Semana, Especiais, Personalidades, Reality-shows, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Assunto da semana: O “A” que faltou nos Emmys de série dramática e uma partida de golfe

  1. Pingback: Para que serve o Teen Choice Awards? E para que servem os carnacoxinhas? | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s