A NBC começou a jogar a toalha para o concurso Miss Universo 2014: Peter Pan Live! é o foco


Executivos da emissora já não mostram entusiasmo em transmitir certame, que corre risco de voltar para a CBS

Da redação TV em Análise

NBC/Divulgação


Na foto, Allison Williams escalada para viver baderneira Sininho

A despeito dos últimos avanços nas negociações para a escolha da cidade-sede, o clima na NBC é de total desinteresse em transmitir a 63ª edição do concurso Miss Universo. Executivos da mais alta cúpula da rede já avaliaram que uma eventual escolha de Baku para sediar o certame representaria “um suicídio financeiro” depois das Olimpíadas de Inverno de Sochi. Ao TV em Análise Críticas, um assessor da NBC revelou em off que os gastos de US$ 250 milhões com deslocamento de pessoal até o Azerbaijão não valeriam a pena. Isso se não for contado o apoio local a ser oferecido.
Outro ponto contra a realização do Miss Universo 2014, ao menos para parte da direção da NBC, está na ausência de custo-benefício que esse evento gera. Ao contrário do Miss USA (que teve todos os espaços comerciais vendidos), o Miss Universo não conseguiu vender, ao menos na NBC, uma cota sequer de patrocínio. Todos os acordos comerciais que a emissora vier a assinar para o certame teriam de passar pela aprovação da direção da Miss Universe Organization e de seu co-proprietário, Donald Trump. Nesse ponto, não há acordo. E é aí que a NBC se ferra.
Nos lados da MUO/Trump, já estaria existindo um movimento de diretores para transferir o concurso para a CBS, com contrato válido até 2023, no mesmo termo do acordo já assinado com a Diamonds International Corporation (DIC) para patrocínio master do certame. Financeiramente, fala-se em um acordo de US$ 22,5 milhões (sujeito a reajuste para mais). Depois da escalação da atriz Allison Williams, filha do jornalista Brian Williams, para viver Peter Pan da baderneira black bloc pseudo-ativista travestida de cineasta Sininho no teleteatro Peter Pan Live!, no dia 4 de dezembro, o clima já é de velório na 30 Rockfeller Plaza para o concurso de Miss Universo. Que caminha para mudar de canal sem que a venezuelana Maria Gabriela Isler saiba.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Negócios, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s