PHA: Tem mais negros no camarote do Itaú que no PSDB


FHC mente: diz que não queria privatizar a Petrobrax!

Paulo Henrique Amorim
Do Conversa Afiada

Bessinha

São Paulo parou!
Assistiu à apoteótica convenção do PSDB, o partido da Privataria tucana.
Arrocho Neves entrou no recinto – quase vazio – de mãos dadas ao Príncipe da Privataria.
(O Cerra e o Alckmin, que não são bobos, esconderam o FHC na campanha.)
Os dois vestiam calça americana (FHC de calça americana só não é mais engraçado do que a colonista social do Estadão com bijouteria da rua José Paulino…)
Arrocho foi escolhido por 471 delegados, com um voto anulado (deve ter sido do Padim Pade Cerra).
Sobre o discurso, se aplica aquilo que, dizem, Pedro Malan aplicava ao Padim: o que é novo – como a grosseria verbal – não é bom; o que é bom – como a ideia de uma reforma tributária, que não passa porque São Paulo tucana nao deixa – não é novo.
Ele evitou os temas “impopulares”: ele é contra a associação do salário mínimo à inflação e ao PIB, uma contribuição do Arminio NauFraga à familia dos pobres; e quer “rever” o Bolsa Familia para desmontá-lo, como demonstrou Tereza Campello de forma inequívoca.
Desses temas, ele fugiu.
Vai deixar para quando assumir a presidência – do Gavea Golf, no Rio.
FHC – não deixe de ler a entrevista em que ele aparece nu e cru (ainda que de calça americana), na revista piauí de caixa baixa – jurou que não queria privatizar a Petrobrax!
Quá, quá, quá!
Deu pra mentir depois de octogenário.
Que feio, presidente!
Só falta o Padim dizer que não ia entregar o pré-sal à Chevron.
O FHC também não queria vender a preço de banana a Vale, o BB, a Caixa e o BNDES!
Ao FMI, ele prometeu tudo: antes, três vezes durante o Governo, e hoje!
E só nao entregou tudo porque não teve tempo.
É esse bastião da elite que o Arrocho quer trazer para a campanha.
Só se o Arrocho for candidato a substituir o Luciano Huck nas campanhas do Itaú.
Porque na convenção do PSDB teve menos negros do que no camarote VIP do Itaú.

Reprodução


Bundchen na capa da Folha: “obra” do PSDB

Reproduções/Blog do Planalto


Concessões de aeroportos: foi Dilma quem fez

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s