Assunto da semana: Efron pegou O’Brien na mentira


A piada protética do MTV Movie Awards 2014 segundo Conan

Lucy Nicholson/Reuters/13.04.2014

A 23ª edição do MTV Movie Awards, realizada no último domingo (13), no Nokia Theatre de Los Angeles, se revelou tão falsa quanto a segunda pele usada pelo apresentador Conan O’Brien para fazer de paspalhos os 2,8 milhões de telespectadores que assistiram ao “Oscar alternativo” nos Estados Unidos – descontadas as audiências mundo afora. A resposta de Zac Efron à paspalhice do apresentador de talk-shows de final de noite soou como um alerta aos consumidores de sétima arte: não venda gato por lebre. Do contrário…

Matt Sayles/Invision/Associated Press/13.04.2014

Reprodução/MTV

Posto em plano secundário em meio à penca de apresentadores e apresentadoras de categorias, atos musicais e/ou tributos (inclusive a “carioca” da Flórida Jordana Brewster no réquiem a Paul Walker), O’Brien se tornou igual a LL Cool J na entrega dos Grammys: pontuava alguma coisa ou outra, com poder reduzido de piadas. Nada que tenha lembrado o estardalhaço que provocara em seu canal de YouTube (TeamCoco) ao confirmar o convite da MTV para (não) comandar o Movie Awards 2014. Seguem se as explicações abaixo.

Kevork Djansezian/Getty Images para MTV/13.04.2014

O barulho que a MTV fizera em cima do chamamento de Cameron Diaz, Leslie Mann e Kate Upton para apresentar um só segmento do Movie Awards, a começar do bombardeio de chamadas com as três, diminuiu bastante a importância de Conan como mestre de cerimônias do evento. Reduziu-o a ator coadjuvante de um evento do qual tinha sido contratado para elenco principal. Em miúdos, ridicularizou ainda mais a credibilidade da premiação, a julgar pela escolha de Jogos Vorazes: Em Chamas pelo público como Filme do Ano. Filme?

Frederick M. Brown/Getty Images/13.04.2014

Em um ano em que produções como Clube de Compras Dallas e 12 Anos de Escravidão levaram premiações importantes no Oscar e premiações prévias (inclusive de sindicatos técnicos), a premiação tripla de Em Chamas soou como uma bofetada na cara de quem prefere filmes de ator (Jared Leto, agraciado por melhor transformação), diretor (Alfonso Cuarón) ou roteirista (John Ridley). Para efeito de indicação ao Primetime Emmys, esta edição dos Movie Awards deixou a desejar em termos de produção. Até domingo.

Publicação simultânea com o caderno Notícia da TV do Jornal Meio Norte que circula no domingo (20/4)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cinema, Coluna da Semana, Premiações e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s