Miss Universo 2014 (com um pé fora) em Fortaleza: Bismarck Maia, a casa ainda vai cair


Como assessoras da MUO, age como um zumbi do The Walking Dead

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blçgs TV em Análise

Brasilturis/07.10.2013


Esse é mais “morto” que o Percival da Record

Mesmo com o anúncio de três novos voos internacionais para o Aeroporto Pinto Martins até julho (Frankfurt, Miami e Buenos Aires), para se somar aos destinos já existentes – Atlanta, Doha (com escalas em São Paulo), Madri, Praia (Cabo Verde), Milão e Lisboa (diretos), o secretário de Turismo do Ceará, Bismarck Maia, também tem se feito de morto-vivo (assim como as assessoras da Miss Universe Organiaztion) em relação à confirmação ou não do Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, para receber a 63ª edição do concurso Miss Universo. Em sua conta do Twitter, nem uma palavra sobre o assunto.
Com 18 candidatas já eleitas para o Miss Universo 2014, dá para se ter uma ideia exata do passo de cágado que a burocracia da MUO toma em relação ao caso do CEC, elefante branco que custou aos contribuintes cearenses R$ 486,51 milhões. Mais que os 15 milhões de pesos filipinos usados para a construção do complexo onde fica o Folk Arts Theater, sede do Miss Universo 1974, por exemplo.
Pesa também contra a realização do Miss Universo 2014 em Fortaleza, por ora, a indefinição da NBC sobre a continuidade ou não do certame na sua grade de eventos. Num vacilo, a capital cearense acaba perdendo a parada. E Bismarck, que já desistiu de ser candidato a deputado federal nas eleições de outubro, está com a batata assando nas mãos. Pode cair do cargo caso Donald Trump resolva virar as antenas do certame para outro lugar.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s