EXCLUSIVO: Instituto Innovare ofereceu propina para jurados elegerem Jakelyne Oliveira como Miss Brasil 2013


Subsidiária da Globo ofereceu R$ 325 mil a jurados técnicos e teve representantes barrados aos gritos na final do concurso, realizada no Minascentro

Da redação TV em Análise

Elza Fiúza/Agência Brasil/29.03.2012


ONG de juristas de Marinho e Ayres Brito (esq.) deu propinas…

O Instituto Innovare, organização não-governamental de juristas, ofereceu propinas individuais de R$ 65 mil aos jurados artísticos e técnicos do concurso Miss Brasil 2013, realizado em setembro último, em Belo Horizonte. Segundo a denúncia recebida pela redação do TV em Análise Críticas de um ex-funcionário da Enter, demitido durante a realização da fase preliminar do certame, em Araxá (362 km a oeste da capital mineira), um funcionário do Innovare teria entrado no hotel Termas de Araxá com envelopes em dinheiro vivo, enviados supostamente a mando de Roberto Irineu Marinho, presidente das Organizações Globo e principal parceiro do Innovare, presidido pelo ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Brito.
Segundo essa fonte afastada da Enter, que terá sua identidade preservada, Britto e Marinho teriam se reunido a portas fechadas com o ministro do STF Gilmar Mendes para acertar as quantias que seriam pagas tanto pelo Innovare quanto pela Globopar (holding das Organizações Globo, parceiras da Band em boa parte do futebol brasileiro). Os subornos do Innovare aos jurados técnicos do Miss Brasil 2013 visavam beneficiar apenas a candidata do Mato Grosso, Jakelyne Oliveira, conterrânea de Mendes, e foram dirigidos a Vivian Negocia, coordenadora de projetos da Enter, ao coreógrafo americano Michael Schwandt, à assessora de imprensa da Empresa Mineira de Promoções (Prominas) Kátia Lage, ao designer de joias Pedro Muraru e à diretora de projetos da Enter, Gabriela Fagliari.
Segundo matéria publicada no site Conversa Afiada nesta segunda-feira (9), assinada pelo jornalista Paulo Henrique Amorim, o Innovare “é uma espécie de subsidiária da Globo, como a Globo Overseas Investment BV”, empresa suspeita de sonegação fiscal nas Ilhas Virgens Britânicas, território inglês de onde saiu a primeira vencedora da edição americana do The X-Factor, Melanie Amaro (2011). Ex-empregados da Enter asseguraram ao Críticas que a empresa de eventos da Band atua nessas mesmas condições para operar a concessão brasileira do Miss Universo, desde 2011.
No total, o Innovare ofereceu R$ 325 mil em propinas aos jurados técnicos do Miss Brasil 2013, todos para favorecer a candidata de Mato Grosso. Isso, apesar de a entidade ser presidida por um sergipano (Ayres Brito). Segundo relatos de ex-funcionários da Enter, integrantes da Globo e do Innovare tentaram entrar à força no apertadíssimo auditório do Minascentro, sede da final televisionada de 28 de setembro, para deixar pacotes com mais propinas para os 12 jurados artísticos do certame, entre os quais a cuiabana Jacqueline Meirelles, eleita Miss Brasil 1987 pelo Distrito Federal e a apresentadora do Pânico na Band Sabrina Sato. Seguranças da Prominas e da Band, desconfiados da movimentação suspeita, expulsaram os integrantes do Innovare aos gritos e palavrões. “Sai pra lá, filha da p..! Sai pra lá, filha da p…!”, teria gritado um dos seguranças do evento, bastante exaltado, aos berros.

Outro lado

Procurado pela reportagem do Críticas, o presidente da Enter, Caio Luiz de Carvalho, não quis se manifestar sobre as denúncias de suborno do Instituto Innovare aos jurados do concurso Miss Brasil 2013. A coordenação estadual do Miss Brasil em Mato Grosso não foi localizada até o fechamento desta matéria.

Mister Shadow/ASI/Especial para R7/28.09.2013


…para Jakelyne Oliveira levar o título de Miss Brasil 2013

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Globelezação, Poderes ocultos, Podres poderes, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para EXCLUSIVO: Instituto Innovare ofereceu propina para jurados elegerem Jakelyne Oliveira como Miss Brasil 2013

  1. Pingback: Para 62,5% dos internautas, Rede Globo pagou eleição de matogrossense Jakelyne Oliveira como Miss Brasil 2013 | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: Denúncia: Como a Globo manipula a justiça brasileira através do Instituto Innovare | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: Índios Tupinambás da Bahia vão processar Melissa Tamaciro e outros 26 coordenadores estaduais do Miss Brasil da Band | TV em Análise Críticas

  4. Pingback: Panfleto confirma envolvimento do iFHC com o propinoduto do concurso Miss Universo 2012 | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s