Pauta musical para envergonhar Bernardo Vilhena e o finado Júlio Barroso: Lobão (sem os Ronaldos), como colunista da Veja


Corações psicodélicos a serviço de uma mídia conservadora em estado de coma irreversível

“Com certeza todos os roqueiros que são roqueiros devem desconfiar e duvidar das papagaiadas e tucanices ditas ou escritas por esse tal Lobão, inclusive o autor da música Corações Psicodélicos [um deles no céu, morrendo de medo] deve achar que esse tal Lobão é um cara safado e sem honra.”
(Luis CPPrudente, no Escrevinhador, em 3/10/2013)

Segue abaixo texto de Marcos Sacramento no Diário do Centro do Mundo:

Fiquei meio desapontado com o anúncio da coluna de Lobão na Veja. Não que tenha sido uma surpresa, tendo em vista as besteiras que ele tem dito ultimamente. Havia a esperança de que essa verborragia fosse apenas um surto, vontade de aparecer, mas o negócio parece ser sério. Lobão passa a borracha em seu histórico no rock nacional ao virar colunista de uma revista reacionária e divorciada da realidade. Deu um passo largo em direção ao ostracismo artístico.
O trabalho de Lobão ajudou a forjar meu gosto musical. Fui criança nos anos 80 e cresci cantarolando seus hits. Não era fã, mas as músicas dele estavam sempre ali entre as tantas influências da época. Ironicamente, por meio dele tive o primeiro contato com Che Guevara, através da letra de Panamericana.
Mais tarde, admirei sua briga contra a indústria fonográfica e a investida no mercado independente. Minha música favorita do seu repertório é dessa fase: Mais uma vez, do álbum A Vida é Doce.
Resta saber se Lobão vai significar alguma coisa para a garotada que está começando a ouvir rock agora. Arrisco um palpite, pegando como exemplo Aracy de Almeida. Dona de uma voz preciosa e principal intérprete da obra de Noel Rosa, é mais conhecida pelo grande público por seu trabalho de jurada do programa do Sílvio Santos.
Se Lobão continuar nesse caminho, será lembrado no futuro como o parceiro de Reinaldo Azevedo em uma cruzada delirante contra a ameaça comunista. Ou como o velhinho enfezado do youtube. Só os mais curiosos saberão do seu passado musical criativo e contestador.
A diferença é que ser calouro do programa Sílvio Santos não compromete o caráter de ninguém. Já escrever uma coluna na revista que avacalha o país empalidece qualquer biografia de respeito.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Imprensa monopolista, MPB, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Pauta musical para envergonhar Bernardo Vilhena e o finado Júlio Barroso: Lobão (sem os Ronaldos), como colunista da Veja

  1. kervim disse:

    como é que é o nome desse cidadão que fala que o outro nunca vai ser lembrado? eu esqueci o nome dele.

    • João Lima disse:

      Marcos Sacramento, jornalista capixaba nascido em Vitória, que já trabalhou na revista Época. “Goleiro mediano no tempo da faculdade, só piorou desde então. Orgulha-se de não saber bater pandeiro nem palmas para programas de TV ruins”, assim se define no perfil de sua coluna no DCM, onde trabalha atualmente.

  2. Pingback: Uma predefinição de Lobão, o roqueiro, para inglês ver | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s