Assunto da semana: o piano de Liberace e os saldos do 65º Creative Arts Primetime Emmys


Festa técnica para Candelabra no Primetime Emmy 2013

HBO Films/Divulgação


Michael Douglas ao piano: falta apenas o resultado da atuação

A uma semana da premiação principal que o canal pago Warner transmite na noite deste domingo (22, 21h, confira classificação indicativa), a Academia de Artes e Ciências da Televisão (ATAS, na sigla em inglês) anunciou em evento gravado para o canal pago americano FXX (ligado à FOX) os vencedores da parte técnica do 65º Primetime Emmys. Em meio ao calhamaço de 74 categorias competitivas, o telefilme Behind the Candelabra justificou, em sete estatuetas, o investimento da HBO ao retratar a trajetória do pianista Liberace.

HBO Films/Divulgação

Agraciada nas categorias de direção de arte, direção de elenco, figurino, edição de imagem em câmera simples, penteado e as áreas de maquiagem (tanto protética quanto não protética), a produção de Steven Soderbergh aguarda apenas os resultados relativos as indicações do próprio (direção e produção), de Michael Douglas (intérprete do pianista morto há 26 anos) e Matt Damon (pelo papel de Scott Thorson, parceiro de Liberace). Tamanha expectativa já deixou American Horror Story: Asylum comer poeira de piano.

Michael Yarish/FX/Divulgação


Sarah Paulson e a Boloteca de AHS: Asylum no Primetime Emmy 2013

Reduzida no Creative Arts Primetime Emmys a uma premiação em edição de som, a grande sorte de Asylum dependerá, na premiação principal do 65º Primetime Emmy, de dois fatores: Jessica Lange e James Cromwell, nas respectivas atuações. E só. Entre as séries regulares, foram contempladas atuações convidadas de nomes como Bob Newhart (The Big Bang Theory), Carrie Preston (The Good Wife), Dan Bucatinsky (no primeiro Primetime Emmy dado a Scandal) e a oscarizada Melissa Leo (Louie). Homeland não levou nada.

Paul Archuleta/FilmMagic/15.09.2013

No campo dos realities, não houve empate para Heidi Klum e Tim Gunn (Project Runway): ambos foram colocados (e indicados) de forma conjunta na categoria de apresentação de reality ou reality de competição. Calaram a boca daqueles que pensaram no Tom Bergeron, de Dancing with the Stars. E, pasmem, American Idol saiu deste Primetime Emmy na seca de estatuetas. Perdeu até mesmo em um campo em que estava forte: a direção ou desenho de iluminação. Kieran, desliga a luz! Saldos da festa no próximo domingo. Até lá.

Publicação simultânea com o caderno Notícia da TV do Jornal Meio Norte que circula no domingo (22/9)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Coluna da Semana, Minisséries e telefilmes, Premiações, Reality-shows, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s