Assunto da semana: 65º Primetime Emmy – indicações a atriz em série de comédia


Damas essenciais para o Primetime Emmy 2013 de comédia

Lacey Terrell/HBO/Divulgação


Vice-presidenta Selina Meyer (Louis-Dreyfus): preocupação na área

Para fazer frente a Julia Louis-Dreyfus, vencedora da categoria no ano passado, as atuações de Lena Dunham (Girls), Tina Fey (da já encerrada 30 Rock) e Edie Falco (Nurse Jackie) passaram a ser ponto crucial na última área de atuação principal do 65º Primetime Emmy que mais importa: a de séries cômicas (ou de comédia). A favor de Fey, 43, descendente de gregos (seu nome de registro é Stamantina), o SAG Award de janeiro último por sua atuação como a roteirista-chefe Liz Lemon. Contra? O esquecimento nos Golden Globes.

HBO/Divulgação


Hannah Horvath: vento a favor de Lena Dunham

Já no lado de Dunham, a situação é mais favorável. O reparte da escritora aspirante Hannah Horvath deve ajudar bastante a multifacetada atriz que também produz e escreve o enredo de boa parte dos episódios de Girls, com a liberdade artística concedida pela HBO. Indicada no ano passado, Dunham perdeu para outra atriz de produção do canal pago – Louis-Dreyfus, 52, a vice-presidente americana de Veep. É uma importante pedra no sapato para os casos de Fey e Dunham, mas também não deve deixar de ser considerada.

Showtime/Divulgação


Edie Falco como doutora Jackie: meu nome não é Marcelo Rezende

Embora tenha declarado que não seja comediante (como de fato não o é), Edie Falco, 50, em sua décima indicação na carreira, tem no reparte da enfermeira Jackie Peyton o ás de copas para convencer os votantes do Primetime Emmy 2013. Isso a despeito de uma atuação sonolenta e regular. Morna como xícara de café cappuccino que aparece na abertura de Nurse Jackie. Missão complicada arriscar uma chance mais otimista para Falco, saída da cultura de Sopranos, que perdeu James Gandolfini em junho último.

NBC/Divulgação


Poehler: chamada de emergência para as sitcoms da NBC

À parte do grupão principal, Amy Poehler (assim como Fey, saída da cultura pop do Saturday Night Live), não impressiona a princípio com sua atuação como a burocrata Leslie Knope, em Parks and Recreation. Coisa fria ante o conjunto da obra, renovada pela NBC apenas para segurar como pode sua frágil grade de comédias. Na rabeira, Laura Dern e sua impressionante atuação como a executiva Amy Jellicoe, da já cancelada Enlightened, também da HBO. Na próxima semana, a disputa entre as minisséries e telefilmes. Até lá.

Publicação simultânea com o caderno Notícia da TV do Jornal Meio Norte que circula no domingo (1º/9)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Coluna da Semana, Premiações, Séries e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s