O golpe da Arena Models nas candidatas a Miss Mato Grosso do Sul 2013


“O sonho acabou. Quem vive de sonho é padeiro. E esperança é para trouxas”.
(John Lennon, segundo Robert Goren, Nicki Minaj, Mariah Carey, Brad Pitt [metido a produtor de drama na ABC, estrelado pela mãe da Francesca Eastwood], o bilheteiro da Viação Andorinha e o padeiro da rodoviária de Campo Grande)

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Alexis Prappas/Divulgação/Miss Mato Grosso do Sul/09.08.2012


Sucessora de Karen Recalde (segunda da direita para a esquerda) será conhecida na polícia

O cancelamento do concurso Miss Mato Grosso do Sul 2013 nesta terça-feira (30) lesou um considerável número de garotas que aspiravam ao estrelato. No link da Band destinado à coordenação estadual, representada pela empresa Arena Models, a informação que consta é “data indisponível”.
Pertencente à empresária Melissa Tamaciro, a Arena organizou o concurso do ano passado, realizado em 9 de agosto, no Centro de Convenções de Campo Grande, que chegou a ter 17 candidatas. Para este ano, segundo informações apuradas pelo TV em Análise Críticas, nenhuma candidata foi inscrita. A tendência, segundo reportagem publicada nesta terça-feira (30) pelo Críticas, será a Enter acionar o banco de candidatas disponíveis pelas coordenações do Miss Mato Grosso, Miss Distrito Federal e Miss Goiás, entre competidoras não-classificadas, para realizar um concurso de emergência destinado a eleger a sucessora de Karen Recalde e representante do Estado na etapa brasileira do Miss Universo 2013, marcada para 29 de setembro, em Belo Horizonte. A vencedora vai para a disputa internacional, com programação de atividades prevista entre os dias 10 de outubro (previsão dos primeiros desembarques de candidatas nacionais) e 9 de novembro (final televisionada), em Moscou.
À época do Miss Mato Grosso do Sul 2012, Tamaciro disse a um site local que seu concurso (agora sob suspeita de praticar estelionato) realizava um trabalho profissional de “transformar cada miss, destacando a beleza diferente e pessoal, favorecendo pontos fortes”. Tão profissional quanto lesar modelos que pagaram taxas entre R$ 1 mil e R$ 2.500 para se inscreverem no Miss Mato Grosso do Sul 2013, agora cancelado.
No ano passado, o concurso Miss Mato Grosso do Sul chegou a ser destaque na imprensa, inclusive em sites nacionais. Agora, parte para as manchetes policiais. Além de Tamaciro, o fotógrafo Alexis Prappas e o estilista Neil Brazil devem responder pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica, formação de quadrilha e crime contra a economia popular (Lei 1.521, de 26/12/1951, artigo 2º, inciso I).

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Mondo cane, Nossas Venezuelas, Pesadelo de Miss, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para O golpe da Arena Models nas candidatas a Miss Mato Grosso do Sul 2013

  1. Pingback: A prova do crime: página da Arena Models ainda traz dados do Miss Mato Grosso do Sul 2012 | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: EXCLUSIVO: A avaliação das 24 candidatas estaduais já eleitas para o Miss Brasil 2013. MS inclusa, apesar de golpe contra candidatas e indicação suspeita | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: Caso Arena Models: Internautas ainda compartilham matéria do Críticas, apesar de ameaça de dona de agência | TV em Análise Críticas

  4. Pingback: Produtor de Law & Order: SVU confirma: matérias do Críticas sobre escândalo do Miss MS 2013 não são fantasiosas | TV em Análise Críticas

  5. Pingback: Em telegramas do Departamento de Estado americano, a confirmação de que a testa-de-ferro da Band nos concursos de misses apoiou o golpe militar de 1964 | TV em Análise Críticas

  6. Pingback: Depois de ameaças e intimidações ao TV em Análise Críticas, Arena Models se curva e vai fazer concurso Miss MS 2014 | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s