EXCLUSIVO: A bolsa de apostas da NBC para os apresentadores do Miss Universo 2013


Quem vai receber o passaporte para Moscou?

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Reprodução/MostPhotos


Acima, as credenciais de Trump para o MU 2013

Ainda é cedo para falar, mas já existe uma forte movimentação em todas as unidades da NBCUniversal (TV aberta, canais a cabo e distribuição doméstica de programas avulsos tipo Maury, Jerry Springer e outros) para sondar os nomes potenciais para comandar a 62ª edição do concurso Miss Universo, marcada para a madrugada do dia 9 de novembro, na Crocus City Hall, em Moscou. A explicação: o horário (4h locais) é para atender a exibição ao vivo em horário nobre na NBC e na Telemundo americanas. Aos nomes:

Jeff Kravitz/FilmMagic

1-O casal Bill e Giuliana Rancic: Opção mais óbvia para alguns. Enquanto Giuliana pode partir para a sua segunda experiência (a primeira não-americana) de comandar o certame, Bill sai em desvantagem a despeito de já ter no currículo um programinha irrelevante de vida curta apresentado ao lado da Leeza Gibbons (comentarista de camarote do Miss Universo entre 1990 e 1992) e cobertura de folgas no E! News da esposa. Conheceram-se quando Giuliana estava cumprindo pauta designada por seus chefes. O resto da história, como diria o ex-Titã Charles Gavin, é uma outra história.

Divulgação/Miss Universe Organization/Getty Images Asia Pacific/14.07.2008

2-Jerry Springer e Mel B: Já usados no Miss Universo 2008, seriam a opção mais óbvia por serem europeus – ambos são ingleses. Donald Trump escolheu a Rússia para sediar o Miss Universo 2013 justamente para se aproximar ainda mais das coordenações européias que, desde 2009, cobram maior atenção na classificação das 15 ou 16 semifinalistas (chegaram perto, em 2011, em São Paulo, com o segundo lugar da candidata da Ucrânia). Sem os lobbies tradicionais de forças latinas como Brasil, Venezuela, Colômbia, Porto Rico e República Dominicana, por exemplo, os europeus devem apostar suas fichas na sede russa deste ano. ainda mais com a aproximação iminente das Olimpíadas de Inverno de Sochi, em fevereiro. Trump escolheu Moscou para receber o Miss Universo 2013 por exigência da NBC, que quer aclimatar seus técnicos na Rússia até antes do início dos jogos, em 7 de fevereiro. Seria uma boa isca. E ao mesmo tempo um grande estratagema.

Bruno Zanardo/Fotoarena/12.09.2011

3-Andy Cohen e Natalie Morales: Escalados para irem a São Paulo apresentar o Miss Universo 2011, o executivo de TV paga e a âncora do The Today Show seriam usados como contingência caso a agenda do casal Rancic não permita (e o relógio biológico de Giuliana não esteja preparado para o frio russo). Nascida na China capitalista (Taiwan), Morales tem mais carga para apresentar eventos da Miss Universe Organization – comandou o Miss USA em 2010 (com Curtis Stone) além do Miss Universo 2010 (com Bret Michaels, do Poison). Foi convocada às pressas pela MUO e pela NBC para preencher a vaga antes destinada a Giuliana Rancic no voo que transportou os apresentadores do MU 2011 para a capital paulista. Rancic já estava escalada para o tapete vermelho dos Primetime Emmys 2011 – realizado seis dias após o Miss Universo. Precisaria ficar em Los Angeles para a premiação televisiva e não poderia aceitar o convite de Trump para conhecer a capital paulista. Morales, cujo pai militar já morou no Rio, conhece bem o caminho das pedras (e das pedradas). Em relação a Cohen, aí mora a incógnita: com agenda concentrada nas gravações de seu Watch What Happens Live! e na vice-presidência de programação da Bravo Network, ficaria tecnicamente impossível Cohen ir a Moscou para comandar o certame. Teria de pegar 10 dias de licença para se concentrar nos roteiros do certame e participar dos ensaios pré-final televisionada. Não dá.

Atualização em 10/9: Cohen pediu para sair de qualquer cogitação da NBC e da MUO para o certame, dadas as leis anti-GLBTTT russas

Outros nomes estão sendo estudados pela NBCU e suas unidades para serem apresentados à MUO: Trisha Goddard, Steve Wilkos, Maury Povich, Bruce Jenner, Kris Jenner, Trace Adkins (vencedor do All-Star Celebrity Apprentice tido como impróprio para os padrões europeus dada a sua discografia country), Ellen DeGeneres (não deve aceitar devido ao acordo com a Warner Bros. e não com a NBC), Terrence Jenkins (assinado Terrence J, desde sua época de BET), Ashlan Gorse (que tem na carteira viagens internacionais a serviço do E! News), Melanie Bromley (editora sênior do E! News que teve no nascimento do príncipe George seu grande teste de vídeo e encarar as câmeras), Billy Bush (já usado pela MUO por oito vezes, entre apresentador de edições do Miss USA e Miss Universo) e as gêmeas Bella da WWE (Nikki e Brie, prestes a estrear um reality no E! denominado Total Divas. Joe Rogan, do Syfy, também está entre as possibilidades.
Portanto, nomes como o de Nick Jonas e o resto dos Jonas Brothers ou qualquer um do The Wanted não devem ser considerados de forma alguma. Seus realities no E! já terão saído do ar há bastante tempo. Mas, atenção: para o caso dos JB’s, material à vista para acompanhar a jornada de paternidade de Dani e Kevin Jonas (objetos principais de Married to JonasCasada com um Jonas, na tradução radical para o idioma de Glauber Rocha e João Gordo). Pode haver uma reviravolta nos planos acima propostos e aventados nos corredores de Nova York a Universal City. Das grandes.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para EXCLUSIVO: A bolsa de apostas da NBC para os apresentadores do Miss Universo 2013

  1. Pingback: Miss Universo 2013: Olivia Culpo e O Filho da Prostituta da máfia russa da saúde | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: Em inglês, a declaração da MUO sobre a truculência policial contra homossexuais na Rússia: sede do Miss Universo 2013 está mantida, diz entidade | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: EXCLUSIVO: Miss Universo 2013 à noite em Moscou pode causar vazamento de spoilers por internautas americanos | TV em Análise Críticas

  4. Pingback: Miss Universo 2013: Escolha de Mel B como apresentadora já era esperada | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s