As cédulas de votação dos Primetime Emmys 2013 e suas possíveis surpresas


Nomes tradicionais a perigo

Da redação TV em Análise

Richard McLaren/Lifetime/Divulgação

https://i0.wp.com/www.tvequals.com/wp-content/uploads/2012/06/lizdi9027.jpg
Habemus indicação ao Emmy para Lindsay Lohan?

Já no ar, a relação de programas inscritos para melhor série cômica na 65ª edição dos Primetime Emmys não deve produzir grandes surpresas. After Lately, Anger Management e Archer abrem a relação de 69 séries inscritas para disputarem uma indicação nessa categoria. Nos dramas, The Americans é o primeiro programa da lista que inclui 105 séries – Mad Men e Homeland, vencedoras nessa categoria entre 2008 e 2012 inclusas.
Entre as minisséries e telefilmes, 43 produções foram incluidas na cédula de votação, desde American Horror Story: Asylum à questionável Liz & Dick, cinebiografia de Elizabeth Taylor estrelada por Lindsay Lohan, altamente bombardeada por críticos americanos e do exterior.
A tentativa do E! de emplacar alguma indicação ao Primetime Emmy não se restringe apenas ao After Lately: seu programa associado, Chelsea Lately, está entre os 34 programas de vareieades, musicais ou de comédia que tiveram suas inscrições submetidas e aprovadas pelo comitê específico para constar na cédula de votação a ser usada pelos membros da ATAS (Academia de Artes e Ciências da Televisão, na sigla em inglês).
Entre os realities de competição, as chances do American Idol voltar a emplacar indicação se tornaram mais difíceis: programas rivais como America’s Got Talent e The Bachelor correm o risco de, até mesmo tirar o The Amazing Race da disputa. Vai depender do bom-senso dos jurados. Com pouquíssimas chances, Big Brother tentará emplacar sua primeira indicação em 14 temporadas. Será complicado. E complicado mesmo porque tem o Dancing with the Stars no meio. Outras produções como The Glee Project e Hell’s Kitchen ameaçam tirar as vagas de Project Runway e Survivor. Até o horrendo Killer Karaoke foi colocado para apreciação dos jurados. A alta concorrência prévia ameaça também o So You Think You Can Dance da corrida ao Emmy em sua categoria. The Voice e The X-Factor brigarão pela vaga restante, com um porém: X-Factor USA é exibido internacionalmente, Voice, não. No total, 41 programas foram inscritos nessa categoria.
A cédula detalhada para as categorias de programação está aqui.

A disputa da atuação em números e nomes

Tim Allen (Last Man Standing) abre a cédula de votação para as categorias de atuação. Entre as comédias, Allen está ao lado de outros 46 atores, cuja lista é fechada por Elijah Wiood (Wilfred). Nos dramas, Patrick J. Adams (Suits) abre a listagem de 77 atores principais inscritos, que termina em Aden Young (Recify). Grant Bowler, que interpretou Richard Burton no malfadado Liz & Dick, abre a relação de 27 atores principais inscritos para a cédula de votação na área de minisséries e telefilmes.
Entre as mulheres, Christina Applegate (da cancelada Up All Night) abre a listagem de 41 atrizes principais em série cômica, que termina em Denise Vasi (Single Ladies). Nos dramas, Khandi Alexander (Tremé) abre a relação de 60 atrizes principais que acaba em Robin Wright (House of Cards). A listagem de 29 atrizes principais em minisséries ou telefilmes inclui, dentre outras, oscarizadas como Hillary Swank (Mary and Martha) e Jessica Lange (American Horror Story: Asylum) e até mesmo a própria Lohan. 153 atores foram inscritos para a categoria de coadjuvante em comédia e 272 (incluindo o finado Larry Hagman) estão na votação para coadjuvante em drama. 44 atores estão na votação para coadjuvante em minissérie ou telefilme. 119 atrizes estão na votação para coadjuvante em comédia e outras 177 (a carioca americanizada Morena Baccarin, de Homeland, inclusa) disputam indicações para coadjuvante em drama. Apenas 38 atrizes estão na disputa de indicações para coadjuvantes em minissérie ou telefilme. 52 artistas foram incluídos na cédula de votação para apresentador de reality (direção aqui). Possíveis surpresas: Allisson Swweney, Donald Trump, a apresentadora diurna Rachael Ray e, acreditem, Heidi Klum e Tim Gunn inscritos de forma conjunta.
A cédula detalhada para as categorias de atuação é esta.
As direções para outras categorias do 65º Primetime Emmy estão aqui.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Minisséries e telefilmes, Premiações, Reality-shows, Séries e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s