EXCLUSIVO: Band assinou contrato sem licitação com Minascentro para Miss Brasil(*) 2013 em BH


De acordo com produtores e atores de Homeland acordo com Prominas foi irregular e lesivo aos cofres públicos antes mesmo do concurso acontecer

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Reprodução/Beleza Sergipana


Minascentro: sede do Miss Brasil(*) 2013 sob suspeita

Anunciado na última quinta-feira (16) pela Band, o acordo da Band com a Prominas (Companhia Mineira de Promoções) para realização da 59ª edição do concurso Miss Brasil, no dia 28 de setembro, no Minascentro, em Belo Horizonte, já enfrenta a primeira suspeita de irregularidade. Em entrevista ao programa Roda Presa da Rede Globo, nesta segunda-feira (20), o ator norte-americano David Harewood, que interpreta o David Estes da série terrorista Homeland, do canal de tevê por assinatura Showtime (ligado à CBS Corporation, dona da CBS, que deve tirar da NBC o concurso de Miss Universo a partir de 2014) sustentou que a Prominas (empresa proprietária do centro de convenções da capital mineira) apresentou uma nota falsa de R$ 7 como garantia financeira. “É o maior assalto aos cofres públicos desde o mentirão do Roberto (Thomas) Jefferson à Renata Lo Prete (colunista da Globonews)”, afirmou o artista.
Segundo Harewood, a Prominas já havia disputado a sede do Miss Brasil 2012 com o Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, mas havia perdido a licitação por uma margem mínima de R$ 7,5 milhões. “O pessoal da [farmácia] Pague Menos e o [ex-senador Tasso] Jerissati entraram com a grana para pagar a organização do Miss Brasil 2012 em Fortaleza e desbancar a proposta do Minascentro, que era mais vantajosa”, disse. De acordo com a Polícia Federal, a Pague Menos e a empresa Iguatemi de shopping-centers pagaram à Band R$ 7,9 milhões pela taxa de organização do concurso. Dessa quantia, 20% foram para a produtora Floresta, da ex-diretora artística da emissora, Elizabetta Zenatti, 30% para o pagamento de royalities junto à Miss Universe Organization e os 50% restantes foram para o departamento financeiro do Grupo Bandeirantes.
O Ministério Público Federal de Minas Gerais vai investigar as afirmações de Harewood, que se forem verdadeiras, evoluirão para um inquérito civil público contra a Band, a Floresta e a Prominas. Estima-se que o valor do contrato assinado diretamente com o poder público (a Prominas é parte de uma parceria entre a Embratur, o Governo de Minas Gerais e o espólio da Turminas, empresa mineira de turismo), sem licitação, chegue à casa dos R$ 8,5 milhões, já inclusos acordos prévios de patrocínio, que já estariam sendo assinados pela Rede Bandeirantes.

Kent Smith/Showtime/Divulgação

https://i1.wp.com/www.tvequals.com/wp-content/uploads/2012/12/Homeland-Season-2-Episode-10-Broken-Hearts-6.jpg
Doutor Estes (Harewood) saca do bolso…

Reprodução/Transparência Angra


…o dinherim para o Miss Brasil(*) da Band

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Corrupção nos concursos de beleza, Força da Grana, Globelezação, Nossas Venezuelas e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para EXCLUSIVO: Band assinou contrato sem licitação com Minascentro para Miss Brasil(*) 2013 em BH

  1. Pingback: Miss Universo 2013: A conexão furreca de Aécio Neves com Vladimir Putin | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s