Os contra-programas brasileiros do concurso Miss Universo 1988


O ano em que assistir o certame e torcer pela Miss Brasil era uma verdadeira roubada. Como no trapézio da Globo

Da redação TV em Análise

Arquivo United Artists/Getty Images/Reprodução IMDb


Lollobrigida (esq.) em Trapézio: faltou a Isabel Cristina Beduschi, Miss Brasil 1988, virar parceira de picadeiro (e de crime)

Para a divulgação do SBT, o Miss Universo 1988 foi tratado como programa de fim-de-noite, com apenas uma hora de duração. Enganaram direito os telespectadores: a transmissão em si durou duas horas e foi até à 1h30 da manhã do dia 24 de maio de 1988, quando àquela altura a tailandesa Porntip Nakhirunkanok já havia sido coroada e suas concorrentes TVE, Manchete, Cultura e Gazeta (SP) já haviam encerrado suas programações. Se levarmos em conta a duração real do certame (2h), a concorrência do certame nas TVs abertas das duas principais praças do país – Rio de Janeiro e São Paulo – era esta:

Globo: Praça TV, Jornal da Globo, Globo Economia e parte do Cineclube – filme: Trapézio (Trapeze, EUA, 1956). Direção: Carol Reed. Elenco: Burt Lancaster, Tony Curtis, Gina Lollobrigida
Manchete: Minuto Olímpico, Jornal da Manchete – 2ª edição, Momento Econômico e Esporte e Ação
Bandeirantes: Jornal de Vanguarda, Flash – com Amaury Jr. e parte do Video Clube – filme: As Aventuras de um Guerreiro (The Tender Warrior, EUA, 1975). Direção: Stewart Rafill. Elenco: Dan Hagerty, Charlie Lee, David Dalie, Johnny Hilcox
Cultura (SP): Metrópolis e Economia Americana – documentário
TVE (RJ): parte do 198854 Minutos. Entrevistado: Gulherme Afif Domingos

Adendo: O concurso não foi televisionado no Brasil até 1997. O próximo post da série tratará do Miss Universo 1998, exibido em 16 de junho do mesmo ano pelo próprio SBT, que já jogara o certame às traças globais

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Nossas Venezuelas, Programação, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s