EXCLUSIVO: As ligações entre a blogueira cubana Yoani Sanchez e o esquema de corrupção que elegeu Olivia Culpo como Miss Universo 2012


Instituto Millenium, que financiou esquema de propinas a jurados do certame, paga turnê de dissidente cubana por 12 capitais

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Adalberto Roque/AFP/17.02.2013


Na foto, a estudante Stephanie Sanson, antes de embarcar no Aeroporto de Havana para o Lollapalooza do PSDB-DEM-PPS-Concepab-CNCCB

A turnê brasileira da popstar da direita conservadora Yoani Sánchez, iniciada nesta segunda-feira (18), em Salvador (BA) acendeu perguntas intrigantes entre os colegas da blogosfera progressista. Mas, ao mesmo tempo, acende uma luz para uma inevitável conexão com o esquema de propinas comandado pelo Instituto Millenium, ligado à Rede Globo, ao PSDB e aos grupos Abril, Folha e Estadão, que culminou com a classificação das candidatas do Brasil, Gabriela Markus, da Rússia, Elizaveta Golovanova, da França, Marie Payet, da Venezuela, Irene Esser, e dos Estados Unidos, Olivia Culpo, entre as 16 semifinalistas do concurso Miss Universo 2012. Segundo relatos de produtores do American Idol, o Millenium pagou as despesas de estadias da dissidente, talvez como uma forma de retribuir o favor dado pelos srs. Brad Goreski, Scott Disick, Lisa Vanderpump, dentre outros, à ONG controlada por tubarões assassinos da direita conservadora que tenta voltar ao poder em 1º de janeiro de 2015, com o intento de estragar as Olimpíadas e Paralimpíadas de Verão de agosto de 2016, no Rio.

Miss Universe Organization/Divulgação/19.12.2012


Culpo: grana do Instituto Millenium pagou sua eleição

De acordo com o colunista Leandro Fortes, da CartaCapital, Yoani “é a mais nova porta-bandeira da liberdade de expressão em nome das grandes corporações de mídia e do capital rentista internacional”. No caso do Brasil, Globo e Bandeirantes (que, além do futebol de pelada da Guabiraba do meio, dividem os direitos de transmissão e promoção dos concursos estaduais de beleza feminina – vide a TV Diário de Fortaleza, ligada à TV Verdes Mares, afiliada da famíglia Marinho no Ceará). Para a Miss Universo 2012, a norte-americana Olivia Culpo, deve-se dizer a mesma coisa: defende a liberdade de expressão dos sócios da Comncast e da Trump Organization, unha e carne uma da outra. Ambas apoiadoras do Grand Old Party, o Partido Republicano (o PSDB de lá). Convertem Aécio Neves em Jeb Bush e José Serra em George W. Bush ou Mitt Romney (conforme a ocasião, que também faz seus ladrões). Na ânsia de detonar as manifestações contra a palestra de Yoani, em Feira de Santana (108 km a oeste de Salvador) e amansar o senador paulista Eduardo Suplicy (cuja atuação serviu como doberman dos rebeldes anti-Sanchez a serviço sabe Deus, Edir Macedo, Whitney Houston ou seja lá o quê de quem for), a imprensa pátria financiadora da eleição de Olivia Culpo (camuflada até mesmo em bloguinhos “especializados” em concursos de beleza, administrados por testas-de-ferro do IMil) zomba dos manifestantes como se fossem bichos escrotos. Fazem a exortação da Adele numa audição do American Idol a seu modo e a seu revés. A ponto de deixarem Randy Jackson, Nicki Minaj, Mariah Carey e Keith Urban pensarem que estão em Feira de Santana, não no navio Queen Elizabeth, ancorado na baía de San Diego (Califórnia) – vídeo abaixo. Muito menos nos desfiles das campeãs dos carnavais cariova e paulista (os quais a Globo sequestrou para não repassar nem à AXS-TV, do sr. Mark Cuban, dono do Dallas Mavericks, campeão da NBA em 2011).

Mostrada pela mídia missológica com cara de santa, Olivia Culpo parece estar começando a viver seu inferno astral com as denúncias de compra de votos a seu favor publicadas por este Críticas (e silenciadas pelo resto do ensemble cast da mídia conservadora internacional, Brasil incluso) – reportagens de 22 de dezembro, 26 de dezembro de 2012, 8 de janeiro e 16 de fevereiro de 2013 estão aí para comprovar.

Pergunta, aliás, que este Críticas também já respondeu ao pessoal da União da Juventude Socialista (UJS) da Bahia. Em alto e bom som.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Poderes ocultos, Podres poderes, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para EXCLUSIVO: As ligações entre a blogueira cubana Yoani Sanchez e o esquema de corrupção que elegeu Olivia Culpo como Miss Universo 2012

  1. Pingback: Adalgisa Colombo morreu de amargura com os escândalos de corrupção envolvendo os concursos de Miss Brasil(*) e Miss Universo(*) | TV em Análise Críticas

  2. Pingback: O que você não vai ver em Revenge, da rede americana ABC: Uma Avenida Chamada Brasil no Documento Especial da antiga TV Manchete | TV em Análise Críticas

  3. Pingback: No InstaGrana, a prova do crime: Scott Disick despeja propina do Miss Universo 2012 em namorada | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s