O drama das coordenações estaduais do Miss Brasil-Miss Universo para os concursos de 2013


Enter e Globo abrem um caminho perigoso para a extinção dos concursos locais

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Reprodução/Band.com.br (por Misses in Focus)


No frame, ficha de inscrição do Menina Chantástica(**)

Na primeira quinzena de janeiro, a Band disponibilizou o formulário acima para inscrição de candidatas a 25 das 27 etapas estaduais do Miss Brasil-Miss Universo para 2013. Houve quem achasse coisa mais correta, mas o caminho não é esse. Ao botar na internet um formulário que facilita a fuga de candidatas dos concursos estaduais (e seu consequente extermínio), somada à abertura de brechas para a entrada de assassinas, não-portadoras de passaporte, analfabetas e analfabetas de idioma estrangeiro, a Enter, braço de eventos da Band presidido por um ex-ministro do (des)governo FHC, Caio Luiz de Carvalho (Turismo, acusado de irregularidades na compra de equipamentos de informática quando estava à frente da pasta dos Esportes e também de falcatrua semelhante quando presidia a SPTuris, na gestão Kassab), acende a pira para a destruição da indústria dos concursos de misses no Brasil (prejudicando uma cadeia que vai de agências de modelos, fábricas de vestuário, costureiros ao cabelereiro da esquina que patrocina o Miss Piauí[*], e.g.). Destruição essa já respaldada por sua parceira nas transmissões de futebol (da bola redonda), a Rêde Globo de Televisão, bem como seus aliados políticos – PSDB, DEM, PPS, Instituto Millenium e movimento Cansei.
Nas coxas, executivos da Enter e da própria Band admitem que a abertura de um formulário de inscrição de candidatas na Grande Rede não passou de um embuste da Globo. Acham que o mais correto seria repassar essas informações aos 27 coordenadores estaduais do Miss Brasil, dando a estes um login e senha de acesso restrito para acessar seu banco de dados. É aí que reside a trampa. Há missólogo que tenta vender a ideia de que o Miss Brasil(*) da Band esteja à imagem e semelhança do infame America’s Next Top Model da Menina Chantástica(**) do esgoto dominical de merda global do Reino Mineral de Michael C. Hall e o Melhor do Carnaval. Bloguinhos como o mensaleiro Misses in Focus (que deturpou o quanto pôde o resultado do Miss Universo[**] 2012, para favorecer a candidata da Globonews, Olivia Culpo) comungam dessa ideia barata. Mas, repito, o caminho não é esse.

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)
(**)Combinação da chantagem jornalística do padrão global para dar Ibope e vender jornal e revista com a estética ultrapassada e retrógada do Fantástico, capenga na audiência

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Mondo cane, Nossas Venezuelas, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s