A falácia de um coordenador estadual da Band sobre as coberturas dos concursos estaduais para 2013


Conto do vigário ou Made in Jersey aclimatada a Teresina

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Divulgação/ABC

https://i1.wp.com/www.tvequals.com/wp-content/uploads/2012/05/Once-Upon-a-Time-ABC-An-Apple-Red-as-Blood-Episode-21-4.jpg
Acima, uma propaganda enganosa da Enter, embutioda em colona(**) social: crime, segundo o Código de Defesa do Consumidor

Sejamos francos e diretos: o conto de fadas apresentado por Nelito Marques em sua colona(**) do jornal Diário do Povo deste domingo (14) acerca do plano de cobertura da Band para os 27 certames estaduais do Miss Brasil(*) 2013 cheira mais a história mal-contada de pescador do que episódio de Once Upon A Time. É tentar enganar o leitor pelo cangote do urubu da Marimoon.
A presepada está aqui para quem quiser ler.
Na teoria, a Band pensa que vai cobrir todos os certames estaduais, quando nem afiliadas tem para tanto. Exemplo: no Piauí, o canal dos ruralistas da famíglia Saad está sem sinal desde que a TV Meio Norte optou por seguir vida própria, em 2011. É pedir para a TV Cidade Verde retomar a antiga afiliação para desespero dos executivos do SBT e da Televisa (que deixariam de faturar uma grana considerável com os licenciamentos de Carrossel, que acaba logo logo).
Nota:

“Por falar no Miss Brasil(*), a detentora da franquia (!) em nosso país, Rede Band, pretende peregrinar por todos (?) os Estados (?), cobrindo a escolha das representantes ao certame do próximo ano”.

Todos os Estados? Ora! Tal notinha serve apenas para passar atestado de imbecilidade ao leitor e ao missólogo mais incauto, leigo. Telespectador das empreguettes-rockettes das meninas-cheerios do Jô e não de Smash.
No Caso Especial do Piauí, nem pensar. Bulhunfas.
A direção de afiliadas do SBT, no CDT Anhanguera, vai deixar o canal 5 de Teresina bancar o Rebelde da recém-encerrada novela teen da Record?
A juíza Snooki do recém-cancelado drama jurídico Made in Jersey da rede americana CBS?
Francamente…

(*)Na teoria, a Band é dona dos direitos de transmissão do concurso Miss Brasil e de seus concursos estaduais quando, na prática, estes pertencem à Globo (que desde 1990 paga para não transmití-lo). É a mesma coisa que a emissora da famíglia Marinho fez (e ainda faz) com as séries da FOX, como Glee, Bones, Burn Notice e outras (fora as animações)
(**)Convém lembrar que colona não tem nada a ver com cólon da Gyselle Soares. Tratam-se de colonistas que, na visão de Paulo Henrique Amorim, “…tratam o Brasil da perspectiva do que imaginam que a Metrópole imaginaria o Brasil. No caso específico de Gaspari, ele trata o Brasil da perspectiva do que imagina que os professores de Harvard pensariam do Brasil e dele…”. Para o Críticas, tratam-se de colonistas sociais que tratam o Brasil como um combinado de Venezuela em termos missológicos com um Sudão em termos econômicos, sociais, de infra-estrutura (vide a campanha que a Globo e a Band fazem contra a Copa de 2014 e as Olimpíadas de Verão de 2016 por causa dos aeroportos) e de educação. Mais: tratam-se de colonistas sociais, calunistas de sites de celebridades, de jornais facistóides e de revistas de entretenimento que jamais reconhecerão Haley Reinhart, James Durbin, Scotty McCreery e Lauren Alaina, finalistas do American Idol em 2011, como promessas da indústria fonográfica. Preferem a Paula Fernandes, o Neymar, o Elano, o Luan Santana, a Nayla Micherif, a Mariana Rios, namorada do Di do NXZero e a Giovanna Lancelotti, namorada do Pê Lanza do Restart, ambas empregadas da Rede Globo, à Pia Toscano, ao Paul MacDonald, ao Ruben Studdard, à Lindsey Vonn, ao Johnny Weir, ao Clay Aiken, ao Francis Lopes, ao saudoso Raimundo Soldado, ao Israel Lucero, ao LeeDewyze, ao Goffredo da Silva Telles Jr., autor da Carta aos Brasileiros de 1977, à Sarah Michelle Gellar….

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Jornalismo, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s