O tempo começa a correr contra a organização do concurso Miss Universo 2012


Mentiras, manipulações e chantagens emperram definição da cidade-sede, mais uma vez

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Roberto Nemanis/SBT/Divulgação/30.10.2009

https://i1.wp.com/tv.i.uol.com.br/fotos/christina_rocha_diadasbruxas_robertonemanis_sbt560.jpg
Na foto, Christina Rocha como Constance Langdon

Diretores da NBC (Robert Greenblatt incluido) já não dão mais tanta importância ao projeto do concurso Miss Universo 2012, cuja data já havia sido marcada para 11 de dezembro, uma terça-feira. O pessimismo da emissora americana neste momento se explica devido ao mutismo de Donald Trump sobre a confirmação da cidade-sede (Santo Domingo, levando-se em conta a publicidade turística para a República Dominicana, ou Nova York, por uma mera razão emergencial).
O cinismo notório da diretora de relações públicas da Miss Universe Organization, Brenda Mendoza, passou dos limites do aceitável. Beira a pauta do American Horror Story do Casos de Família d’O Povo na TV, protagonizado por uma aprendiz tupiniquim de Jessica Lange (a apresentadora Christina Rocha). Estoura a paciência e os nervos de missólogos, coordenadores nacionais, preparadores locais, jornalistas, blogueiros e formadores de opinião, como este.
O cirquinho de lavagem cerebral montado pela MUO para abafar da mídia as negociações com a Tisheman Properties (do lado novaiorquino) e a autoridade de turismo da República Dominicana (do lado de Santo Domingo) só aumenta a angústia e o desespero de boa parte das coordenações nacionais já credenciadas. No Brasil, a Enter já não trabalha mais em termos publicitários o projeto de mandar a vencedora do Miss Brasil 2012, marcado para 29 de setembro, em Fortaleza (CE). Na empresa de eventos da Band, agora o ambiente é de pessimismo em não poder ter, desta feita, a representante brasileira para o Miss Universo. Graças à má vontade de Donald Trump, aliada à preguiça de Greenblatt, a sucessora de Priscila Machado corre o risco de reinar por aqui mesmo. Não passa da porteira.
A baixa movimentação nas redes sociais talvez explique a tentativa desesperada de Trump e da NBC de calarem os críticos da incompetência na gestão do Miss Universo. Incompetência essa que já se verifica nas negociações para a escolha da cidade-sede. Santo Domingo ou Nova York? Tupi or not Tupi? That’s the question, diriam Oswald de Andrade, Golbery do Couto e Silva e João Figueiredo do alto de suas tumbas.
Outro complicador da situação de Trump perante os coordenadores nacionais é a eleição recente da Miss Mundo 2012, a chinesa Wen Xia Yu, 23, no quintal de casa (Ordos, Mongólia Interior). Com o Miss Beleza Internacional já confirmado para Okinawa (Japão), em 21 de outubro, e o Miss Terra 2012 já marcado para o sábado seguinte (28/10), em Tabanan (Indonésia), começa a aumentar a pressão sobre a MUO e a NBCUniversal. Um dia, a panela vai explodir nas caras-de-pau de Trump e Greenblatt. Cuidado.

AFP/18.08.2012

https://i0.wp.com/veja4.abrilm.com.br/assets/images/2012/8/91453/miss-mundo-chinesa-apf-size-598.jpg
Uma já foi eleita. Dois certames rivais já foram marcados. E tu, Trump?

Textos associados

*O custo Cleopatra para realizar o Miss Universo 2012 fora dos Estados Unidos: Nele, Bob Greenblatt birra para fazer o MU 2012 no Radio City Music Hall, na data já marcada. Trump, já pensando em capitalizar com o turismo em Santo Domingo, não quer. Prefere manter as negociações com as autoridades locais e matar as tratativas com a Tishman Speyer Properties (dona do RCMH);
*NBC, Greenblatt, Trump, ESPN, NFL, todos saem ganhando com a realização do Miss Universo 2012 numa terça-feira: Os únicos incômodo para a audiência americana do certame são as carecas do LL Cool J e do Michael Chiklis. Até a Suzy Rego, a Magdalena Bonfiglioli, a Kendall Jenner, a Faith Hill, o Mike Tirico, o Everaldo Marques, o Paulo Antunes, o que restou do MPB-4 depois da partida do Magro, o Clay Aiken e o Plácido Domingo sabem disso;
*O tuite de Andrea Huisgen sobre a data do Miss Universo 2012: Esse você não vai ver no jornal nacional. Porque como diria o finado ACM, “não deu no jn (NBC Nightly News, E! News, Access Hollywood, et caterva), não é notícia”;
*A manchete de jornal que apontou Nova York como sede do Miss Universo 2012: Recomenda-se à atual Miss Universo, a angolana Leila Lopes, assistir abaixo ao Documento Especial: Televisão Verdade, A Revolução dos Idiotas, levado ao ar pela antiga Rede Manchete em 1992. Serve perfeitamente para Lopes, uma verdadeira idiota fabricada pelo Criança (Des)Esperança da Tevê Globo:


Mais interessante que o piloto de Revolution, do J.J. Abrams

*Acabaram as Olimpíadas de Londres. Agora, Trump e Greenblatt terão de sentar à mesa como verdadeiros ‘gentlemen’: Bem, o fogo olímpico já foi extinto, o Dujardin já ganhou o Oscar, a Whitney Houston morreu, o Miami Heat venceu a NBA, os Giants de Nova York venceram o Super Bowl, o Fael venceu o BBB 12, o Kentucky Wildcats venceu o March Madness da NCAA, a Sarah Menezes, a Fernanda Garai, o Arthur Zanetti, o Phelps, o Lochte, a Gabby Douglas e o Neymar ganharam suas medalhas, o Phillip Phillips venceu o American Idol… Falta mais o quê?
*Silêncio de Donald Trump começa a preocupar coordenações nacionais e distribuidora internacional do Miss Universo(*) 2012: A Alfred Haber Distribution Inc. vai bater o bumbo se essa enrolação persistir. Solução imediata para o drama do Miss Universo 2012 é necessária para que se venda o certame na MIPCOM 2012, em Cannes (França), entre 8 e 11 de outubro. Corram;
*O plano de Greenblatt para mudar a data do Miss Universo a partir de 2013: Morreu a ideia de summer-season para o certame. A ordem de Greenblatt é fazer o Miss Universo bater de frente com as peladinhas da Victoria’s Secret, numa estratégia de se vingar da CBS, dona do canal Showtime (sua antiga empregadora);
*Cyberterrorismo no Miss Universo 2012: A confusão vai começar: A atriz colombiana Sofia Vergara, de Modern Family/Família Moderna esta p… da vida com seus compatriotas da RCN. A Rosângela Santos do atletismo e eu, tambem.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Eventos, Força da Grana, Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s